Publicador de Conteúdos e Mídias

INSTRUÇÃO NORMATIVA - IN N° 106, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2021

Brasão do Brasil

Diário Oficial da União

Publicado em: 12/11/2021 | Edição: 213 | Seção: 1 | Página: 129

Órgão: Ministério da Saúde/Agência Nacional de Vigilância Sanitária/Diretoria Colegiada

INSTRUÇÃO NORMATIVA - IN N° 106, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2021

Estabelece a Lista de Medicamentos de Baixo Risco sujeitos à notificação.

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso da atribuição que lhe confere o art. 15, III e IV aliado ao art. 7º, III e IV da Lei nº 9.782, de 26 de janeiro de 1999, e ao art. 53, VII, §§ 1º e 3º do Regimento Interno aprovado pela Resolução de Diretoria Colegiada - RDC nº 255, de 10 de dezembro de 2018, em reunião realizada em 10 de novembro de 2021, resolve:

Art. 1º Esta Instrução Normativa estabelece a Lista de Medicamentos de Baixo Risco sujeitos à notificação, em anexo, conforme disposto na Resolução de Diretoria Colegiada - RDC nº 576, de 11 de novembro de 2021 ou suas atualizações.

Art. 2º Esta Instrução Normativa entra em vigor em 1º de dezembro de 2021.

ANTONIO BARRA TORRES

Diretor-Presidente

ANEXO

LISTA DE MEDICAMENTOS DE BAIXO RISCO SUJEITOS À NOTIFICAÇÃO

1.

PRODUTO

Solução de ácido bórico 3%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

30 mg/mL

SINÔNIMOS

Água boricada

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico, calmante e levemente adstringente em dermatites exsudativas.

MODO DE USAR

Uso adulto.

Uso externo.

Aplicar na área afetada duas a três vezes ao dia, com auxílio de compressas de gaze ou algodão.

ADVERTÊNCIA

Não aplicar em grandes áreas do corpo, quando existirem lesões de qualquer tipo, feridas ou queimaduras. Não deve ser utilizado em crianças. Não ingerir.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

2.

PRODUTO

Ácido fólico

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

0,2 mg/mL

SINÔNIMOS

Vitamina B9

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Tratamento da carência de folatos e redução da ocorrência de malformações fetais.

POSOLOGIA

Uso adulto

Redução da ocorrência de malformações fetais:

Tomar 2 mL ao dia.

Tratamento da deficiência de folatos:

Tomar até 5 mL ao dia.

Obs.: Quando aplicável, informar a equivalência da dose em gotas considerando as características do produto.

ADVERTÊNCIA

Contraindicação: pacientes que apresentam hipersensibilidade ao ácido fólico. A presença de ácido fólico nas preparações líquidas, pode aumentar a absorção do ferro alimentar, o que pode ser prejudicial aos pacientes com talassemia que apresentam acúmulo deste elemento nos tecidos. Logo, o medicamento não deve ser administrado antes ou logo após as refeições.

Doses muito altas de ácido fólico podem ocasionar convulsões em pacientes epilépticos tratados com fenitoína.

Doses de ácido fólico acima de 0,1mg/dia podem mascarar casos de anemia perniciosa, pois as características hematológicas são normalizadas, enquanto os danos neurológicos progridem.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

3.

PRODUTO

Pomada de ácido salicílico 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Ácido salicílico 100 mg/g

SINÔNIMOS

Vaselina salicilada 10%

FORMA FARMACÊUTICA

Pomada

INDICAÇÃO

Tratamento de calos e verrugas.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar nas áreas afetadas, à noite, e retirar pela manhã.

Apresenta propriedade queratolítica forte (remove a camada mais externa da pele) e sua aplicação deve ser efetuada com muita precaução, sendo recomendável a utilização de espátulas ou luvas de proteção.

ADVERTÊNCIA

Contraindicação: pacientes com hipersensibilidade ao ácido salicílico, durante a gravidez e lactação. Diabéticos devem usar com cautela.

Evitar contato com os olhos, a face, os órgãos genitais e as mucosas.

Lavar as mãos após a aplicação.

Reações adversas: no uso prolongado pode ocorrer absorção e intoxicação manifestada por náusea, vômito e vertigem.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

4.

PRODUTO

Pomada de ácido salicílico 20%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Ácido salicílico 200 mg/g

SINÔNIMOS

Vaselina salicilada 20%

FORMA FARMACÊUTICA

Pomada

INDICAÇÃO

Tratamento de hiperqueratoses, como cravos, rachaduras nos pés, calos secos e verrugas.

MODO DE USAR

Uso externo.

No caso de rachaduras de pés, aplicar no local afetado duas vezes ao dia; no caso de calos secos e verrugas, aplicar à noite e cobrir com esparadrapo, retirando-o no dia seguinte.

Apresenta propriedade queratolítica forte (remove a camada mais externa da pele) e sua aplicação deve ser efetuada com muita precaução, sendo recomendável a utilização de espátulas ou luvas de proteção.

ADVERTÊNCIA

Contraindicação: pacientes com hipersensibilidade ao ácido salicílico, durante a gravidez e lactação. Diabéticos devem usar com cautela.

Evitar contato com os olhos, a face, os órgãos genitais e as mucosas.

Lavar as mãos após a aplicação.

Interações com medicamentos: sabões abrasivos, preparações para acne, preparações contendo álcool, cosméticos ou sabões com forte efeito secante

podem causar efeito irritante ou secante cumulativo, resultando em irritação excessiva da pele.

Reações adversas: no uso prolongado pode ocorrer absorção e intoxicação manifestada por náusea, vômito e vertigem.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

5.

PRODUTO

Água purificada

SINÔNIMOS

Água destilada, água deionizada, água por osmose reversa, água por ultrafiltração.

OBS: o sinônimo para água purificada deve ser utilizado conforme o processo de obtenção.

FORMA FARMACÊUTICA

Líquido

INDICAÇÃO

Lavagem de ferimentos

MODO DE USAR

Uso externo

Aplicar diretamente no local afetado.

ADVERTÊNCIA

Não deve ser usado para diluição e aplicação de medicamentos.

A ingestão pode causar diarreia, devido à ausência de íons na água.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido ou líquidos estéreis

6.

PRODUTO

Álcool canforado

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Cânfora 100 mg/mL (10%) em álcool etílico 96° GL

SINÔNIMOS

Solução alcoólica de cânfora

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Tratamento sintomático de dores musculares e articulares. Alívio sintomático de pruridos (coceira).

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar diretamente no local afetado, previamente limpo, com o auxílio de gaze ou algodão, três a quatro vezes ao dia, mediante fricção.

ADVERTÊNCIA

Não deve ser utilizado em crianças menores de dois anos.

Manter distante de fontes de calor.

OBS: Embalagem máxima de 50mL p/ venda ao público. Produto exige embalagem primária de vidro âmbar. Adicionar as advertências contidas na NBR 5991/97 e RDC 46 de 20/02/02 ou suas atualizações.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

7.

PRODUTO

Álcool etílico

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Álcool etílico 96° GL 75,73 g em água purificada qsp 100 g (70% - p/p) ou 81,3 mL em água purificada qsp 100 mL (77% - v/v)

SINÔNIMOS

Álcool 70%

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar diretamente no local afetado, previamente limpo, com o auxílio de algodão ou gaze.

ADVERTÊNCIA

Manter distante de fontes de calor.

OBS: Embalagem máxima de 50mL p/ venda ao público. Adicionar as advertências contidas na NBR 5991/97 e RDC 46 de 20/02/02 ou suas atualizações.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

8.

PRODUTO

Álcool etílico 70%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Álcool etílico 96° GL 75,73 g/100 g (70% p/p)

SINÔNIMOS

Álcool em gel

FORMA FARMACÊUTICA

Gel

INDICAÇÃO

Antisséptico de mãos

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar diretamente nas mãos previamente limpas.

ADVERTÊNCIA

Manter distante de fontes de calor.

OBS: Adicionar as advertências contidas na NBR 5991/97 e RDC 46 de 20/02/02 ou suas atualizações.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

9.

PRODUTO

Solução de amônia 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Hidróxido de amônio 0,1 mL/mL

SINÔNIMOS

Amônia diluída

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Alívio da dor de picadas de insetos.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar no local da picada. Não cobrir o local.

ADVERTÊNCIA

Evitar contato com os olhos. Não inalar. O contato com pele e olhos produz bolhas e vesículas.

Manusear em local arejado e não agitar. Se ingerido, procurar auxílio médico. Em caso de acidente lavar com bastante água. Antes de utilizar, testar pequena quantidade na pele para verificar se há sensibilidade. Não reaproveitar a embalagem.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

10.

PRODUTO

Solução de azul de metileno 1%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Azul de metileno 10 mg/mL

SINÔNIMO

Cloreto de metiltionínio

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar sobre o local, com o auxílio de gaze ou algodão.

ADVERTÊNCIA

O produto pode manchar a pele. Nesse caso, pode ser utilizada uma solução de hipoclorito de sódio para clarear.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

11.

PRODUTO

Solução de Benjoim 20%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Benjoim 200 mg/mL (p/v), deve conter no mínimo 4% (p/p) de ácidos totais expressos como ácido benzoico

SINÔNIMOS

Tintura de benjoim, Sumatra, Benzoin

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar sobre o local, com o auxílio de gaze ou algodão.

ADVERTÊNCIA

Podem ocorrer reações de hipersensibilidade e dermatite de contato.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

12.

PRODUTO

Emulsão de benzoato de benzila 100 mg/mL

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100 mg/mL

SINÔNIMOS

Éster fenilmetílico do ácido benzóico

FORMA FARMACÊUTICA

Emulsão (loção)

INDICAÇÃO

Tratamento da pediculose (piolhos e lêndeas) e escabiose (sarna).

MODO DE USAR

Uso externo.

Agite antes de usar. Aconselha-se a fazer uma prova de toque em uma pequena área antes de utilizar o produto. Caso ocorra ardência ou vermelhidão, o produto não deverá ser utilizado.

Uso pediátrico.

Tratamento da pediculose: após lavar os cabelos, enxugar o excesso de água com uma toalha. Em seguida, aplicar o produto em quantidade suficiente

para umedecer o cabelo e couro cabeludo, massageando a área. Envolver a cabeça com toalha e deixar agir por aproximadamente 3 minutos. Os piolhos mortos e as lêndeas devem ser retirados com um pente fino. Em seguida, lavar os cabelos para retirada do produto. Se necessário, a aplicação deve ser repetida mais uma vez.

Tratamento da escabiose: deve-se fazer uma aplicação, de preferência à noite, após o banho (banhos quentes são contraindicados). O produto deve ser

aplicado sobre a pele ainda úmida, em quantidade suficiente para cobrir a pele do pescoço para baixo (observando os locais onde a sarna é mais comum: entre os dedos, axilas, abdômen e nádegas). Deixar secar, realizar em seguida uma nova aplicação e, vestir-se ou deitar-se sem enxugar o corpo. Na manhã seguinte, tomar novo banho para retirar o produto e mudar as roupas do corpo e da cama, que devem ser lavadas e passadas em seguida. Se necessário, o tratamento deve ser repetido após 24 horas. Se houver outras pessoas com escabiose na mesma casa, todas devem ser tratadas ao mesmo tempo para evitar reinfecção. O limite máximo de uso é de 1 aplicação por dia.

ADVERTÊNCIA

Contraindicação: pessoas hipersensíveis ao benzoato de benzila. Não ingerir. A ingestão pode ocasionar estimulação do sistema nervoso central, com aparecimento de quadro clínico de agitação, vertigem, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarreia, falta de ar, cianose, alergias e vermelhidão da pele, palpitação e convulsões.

Não deve ser utilizado no rosto, olhos e mucosas, nem em locais da pele onde haja feridas, lesões ou queimaduras. Caso isso ocorra, lavar com água

abundantemente.

O produto deve ser utilizado com cautela em pessoas que já apresentaram alergias a outros produtos de aplicação na pele.

Pode produzir leve irritação no local da aplicação, urticária, dermatite de contato ou assaduras. Também pode ocorrer o aparecimento de erupções eritematosas no local da aplicação durante o tratamento de sarna.

Pode irritar a pele e mucosas, não sendo recomendado o uso de outras substâncias que também tenham ação irritativa ou lesiva sobre a pele (como o ácido salicílico, hidroquinona, etc.), pois poderá ocorrer uma potencialização do efeito lesivo.

Não deve ser utilizado por mulheres grávidas e lactentes sem orientação médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

13.

PRODUTO

Emulsão de benzoato de benzila 250 mg/mL

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

250 mg/mL

SINÔNIMOS

Éster fenilmetílico do ácido benzóico

FORMA FARMACÊUTICA

Emulsão (loção)

INDICAÇÃO

Tratamento da pediculose (piolhos e lêndeas) e escabiose (sarna)

MODO DE USAR

Uso externo.

Agite antes de usar. Aconselha-se a fazer uma prova de toque em uma pequena área antes de utilizar o produto. Caso ocorra ardência ou vermelhidão, o produto não deverá ser utilizado.

Uso adulto e pediátrico.

Crianças menores que 2 anos: diluir 1 parte do produto para 3 partes de água. Crianças maiores que 2 anos: diluir 1 parte do produto para 2 partes de água. Adultos: não diluir. Idosos: diluir 1 parte do produto para 2 partes de água.

Tratamento da pediculose: após lavar os cabelos, enxugar o excesso de água com uma toalha. Em seguida, aplicar o produto em quantidade suficiente para umedecer o cabelo e couro cabeludo, massageando a área. Envolver a cabeça com toalha e deixar agir por aproximadamente 3 minutos. Os piolhos

mortos e as lêndeas devem ser retirados com um pente fino. Em seguida, lavar os cabelos para retirada do produto. Se necessário, a aplicação deve ser repetida. Em adultos, caso seja necessário, reaplicar o produto por mais 2 dias seguidos.

Tratamento da escabiose: deve-se fazer uma aplicação, de preferência à noite, após o banho (banhos quentes são contraindicados). O produto deve ser

aplicado sobre a pele ainda úmida, em quantidade suficiente para cobrir a pele do pescoço para baixo (observando os locais onde a sarna é mais comum: entre os dedos, axilas, abdômen e nádegas). Deixar secar, realizar em seguida uma nova aplicação e, vestir-se ou deitar-se sem enxugar o corpo. Na manhã seguinte, tomar novo banho para retirar o produto e mudar as roupas do corpo e da cama, que devem ser lavadas e passadas em seguida. Se

necessário, o tratamento deve ser repetido após 24 horas. Em adultos, caso seja necessário, reaplicar o produto por até 5 noites seguidas. Se houver outras pessoas com escabiose na mesma casa, todas devem ser tratadas ao mesmo tempo para evitar reinfecção. O limite máximo de uso é de 1

aplicação por dia.

ADVERTÊNCIA

Contraindicado para pessoas hipersensíveis ao benzoato de benzila. Não ingerir. A ingestão pode ocasionar estimulação do sistema nervoso central, com aparecimento de quadro clínico de agitação, vertigem, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarreia, falta de ar, cianose, alergias e vermelhidão da pele, palpitação e convulsões.

Não deve ser utilizado no rosto, olhos e mucosas, nem em locais da pele onde haja feridas, lesões ou queimaduras. Caso isso ocorra, lavar com água

abundantemente.

O produto deve ser utilizado com cautela em pessoas que já apresentaram alergias a outros produtos de aplicação na pele.

Pode produzir leve irritação no local da aplicação, urticária, dermatite de contato ou assaduras. Também pode ocorrer o aparecimento de erupções eritematosas no local da aplicação durante o tratamento de sarna.

Pode irritar a pele e mucosas, não sendo recomendado o uso de outras substâncias que também tenham ação irritativa ou lesiva sobre a pele (como o

ácido salicílico, hidroquinona, etc.), pois poderá ocorrer uma potencialização do efeito lesivo.

Não deve ser utilizado por mulheres grávidas e lactentes sem orientação médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

14.

PRODUTO

Sabonete de benzoato de benzila

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100 mg/g

SINÔNIMOS

Éster fenilmetílico do ácido benzóico

FORMA FARMACÊUTICA

Sabonete

INDICAÇÃO

Tratamento da pediculose (piolhos e lêndeas) e escabiose (sarna).

MODO DE USAR

Uso externo.

Aconselha-se a fazer uma prova de toque em uma pequena área antes de utilizar o produto. Caso ocorra ardência ou vermelhidão, o produto não deverá ser utilizado.

Tratamento de pediculose: deve-se lavar o local afetado com o sabonete, produzindo espuma que deverá permanecer no local por 5 minutos. Os piolhos

e lêndeas devem ser retirados com um pente fino. Se necessário, a aplicação deve ser repetida.

Tratamento da escabiose: deve-se lavar cuidadosamente a parte afetada com o sabonete, produzindo uma espuma que deverá permanecer na pele até secar. Se houver outras pessoas com escabiose na mesma casa, todas devem ser tratadas ao mesmo tempo para evitar reinfecção. O limite máximo de uso é de 1 aplicação por dia.

ADVERTÊNCIA

Contraindicado para pessoas hipersensíveis ao benzoato de benzila. Não ingerir. A ingestão pode ocasionar estimulação do sistema nervoso central, com aparecimento de quadro clínico de agitação, vertigem, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarreia, falta de ar, cianose, alergias e vermelhidão da pele, palpitação e convulsões.

Não deve ser utilizado no rosto, olhos e mucosas, nem em locais da pele onde haja feridas, lesões ou queimaduras. Caso isso ocorra, lavar com água

abundantemente.

O produto deve ser utilizado com cautela em pessoas que já apresentaram alergias a outros produtos de aplicação na pele.

Pode produzir leve irritação no local da aplicação, urticária, dermatite de contato ou assaduras. Também pode ocorrer o aparecimento de erupções eritematosas no local da aplicação durante o tratamento de sarna.

Pode irritar a pele e mucosas, não sendo recomendado o uso de outras substâncias que também tenham ação irritativa ou lesiva sobre a pele (como o

ácido salicílico, hidroquinona, etc.), pois poderá ocorrer uma potencialização do efeito lesivo.

Não deve ser utilizado por mulheres grávidas e lactentes sem orientação médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

15.

PRODUTO

Bicarbonato de sódio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Mínimo 99% (p/p) de bicarbonato de sódio

SINÔNIMOS

Sal de Vick

FORMA FARMACÊUTICA

INDICAÇÃO

Antiácido

POSOLOGIA

Dissolver 2,5 g (1 colher de café) em um copo de água filtrada e tomar 30 minutos antes das refeições para neutralizar o excesso de secreção gástrica no estômago.

ADVERTÊNCIA

Uso adulto.

Não usar juntamente com dieta rica em leite e derivados devido à possibilidade de ocorrência de síndrome alcalino-láctea.

Reações adversas: pode ocorrer efeito rebote ácido (piora dos sintomas), devido à estimulação da gastrina. No uso prolongado (acima de 2 semanas) exige acompanhamento médico.

Interfere na absorção de medicamentos, por esse motivo, deve ser administrado 2 horas antes ou depois do uso de outros medicamentos.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

16.

PRODUTO

Bicarbonato de sódio + ácido cítrico + ácido tartárico

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Bicarbonato de sódio 2,485 g + ácido cítrico 1,9485 g + ácido tartárico 0,2165 g

FORMA FARMACÊUTICA

Pó efervescente

INDICAÇÃO

Alívio dos sintomas relacionados à azia (acidez e queimação) e a má digestão.

POSOLOGIA

Uso Adultos e pediátrico (acima de 12 anos)

Dissolver uma dose em meio copo com água a cada 4 horas ou conforme indicado pelo médico. Não exceder o limite de 4 doses em 24 horas.

Uso adulto (acima de 60 anos)

Dissolver uma dose em meio copo com água a cada 4 horas ou conforme indicado pelo médico. Não exceder o limite de 3 doses em 24 horas.

Obs: caso o produto não seja comercializado em doses individuais, deverá ser fornecido acessório dosador.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: hipersensibilidade ao ácido cítrico, ácido tartárico, bicarbonato de sódio ou a qualquer um dos excipientes; pacientes com alcalose metabólica ou respiratória, hipocloridria, hipocalcemia ou hipocloremia; pacientes com problemas gástricos e hepáticos; pacientes com for abdominal, náusea ou vômito. Este produto não é recomendado durante a gravidez.

Consultar um médico se os sintomas persistirem ou piorarem ou se o produto for requerido por mais de 14 dias. Evite a utilização quando o estômago estiver excessivamente cheio de alimentos e/ou bebidas.

Interações medicamentosas: O bicarbonato de sódio pode alterar a absorção e a depuração renal de outros medicamentos. Recomenda-se evitar tomar

antiácidos dentro de duas horas após tomar outro medicamento. É necessária precaução em pacientes com doença renal crônica que fazem uso de hidróxido de alumínio como um aglutinante de fosfato e que fazem suplementação de cálcio na forma de comprimidos efervescentes que contém ácido cítrico.

Reações adversas: dor abdominal, flatulência e eructação.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

17.

PRODUTO

Carbonato de cálcio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Mínimo de 98% (p/p) de carbonato de cálcio

FORMA FARMACÊUTICA

INDICAÇÃO

Antiácido

POSOLOGIA

Ingerir de 1 a 2 g ao dia, dissolvidos em água.

ADVERTÊNCIA

Uso adulto.

Contraindicação: Deve ser usado com cautela por pessoas com pedras nos rins, mulheres grávidas ou que estão amamentando. Não deve usado por portadores de hipercalcemia (alta concentração de cálcio no sangue).

Reações adversas: alteração no paladar, efeito rebote ácido (piora dos sintomas), devido à estimulação da gastrina. No uso prolongado (acima de 2

semanas) exige acompanhamento médico.

Interação medicamentosa: Interfere na absorção de medicamentos, por esse motivo, deve ser administrado 2 horas antes ou depois do uso de outros medicamentos.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

18.

PRODUTO

Carbonato de cálcio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

500 mg

750 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Cápsula

Comprimido

Comprimido mastigável

INDICAÇÃO

Antiácido

POSOLOGIA

Ingerir de 2 a 4 cápsulas ou comprimidos ao dia.

ADVERTÊNCIA

Uso adulto

Contraindicação: Deve ser usado com cautela por pessoas com pedras nos rins, mulheres grávidas ou que estão amamentando. Não deve usado por portadores de hipercalcemia (alta concentração de cálcio no sangue).

Reações adversas: alteração no paladar, efeito rebote ácido (piora dos sintomas), devido à estimulação da gastrina. No uso prolongado (acima de 2

semanas) exige acompanhamento médico.

Interação medicamentosa: Interfere na absorção de medicamentos, por esse motivo, deve ser administrado 2 horas antes ou depois do uso de outros medicamentos.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

19.

PRODUTO

Carbonato de cálcio + colecalciferol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

1250 mg de carbonato de cálcio (equivalente a 500 mg de cálcio elementar) + 200 UI de colecalciferol

SINÔNIMOS

Carbonato de cálcio + vitamina D3

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido

Comprimido revestido

INDICAÇÃO

Prevenção do raquitismo e prevenção ou tratamento auxiliar na desmineralização óssea pré e pós-menopausal

POSOLOGIA

Uso adulto.

Tomar 1 a 3 comprimidos via oral ao dia. Ingerir após as refeições.

Uso pediátrico.

Tomar 1 comprimido ao dia durante as refeições.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: hipercalcemia (excesso de cálcio no sangue), hipervitaminose D (excesso de vitamina D), hipersensibilidade ao colecalciferol, ergocalciferol ou metabólitos da vitamina D.

Reações adversas: alterações lipídicas, hipervitaminose D, distúrbios gastrointestinais, bradicardia e arritmias.

Superdosagem: falta de apetite, cansaço, náusea e vômito, diarreia, perda de peso, poliúria (aumento da produção de urina), transpiração, dor de cabeça, sede, vertigem e aumento da concentração de cálcio e fosfato no plasma e urina, insuficiência renal, calcificação de tecidos moles e cálculo renal.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

20.

PRODUTO

Carbonato de cálcio + colecalciferol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

1250 mg de carbonato de cálcio (equivalente a 500 mg de cálcio elementar) + 400 UI de colecalciferol

SINÔNIMOS

Carbonato de cálcio + vitamina D3

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido

Comprimido revestido

INDICAÇÃO

Prevenção do raquitismo e prevenção ou tratamento auxiliar na desmineralização óssea pré e pós-menopausal

POSOLOGIA

Uso adulto.

Tomar 1 a 2 comprimidos via oral ao dia. Ingerir após as refeições.

Uso pediátrico.

Tomar 1 comprimido ao dia durante as refeições.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: hipercalcemia (excesso de cálcio no sangue), hipervitaminose D (excesso de vitamina D), hipersensibilidade ao colecalciferol, ergocalciferol ou metabólitos da vitamina D.

Reações adversas: alterações lipídicas, hipervitaminose D, distúrbios gastrointestinais, bradicardia e arritmias.

Superdosagem: falta de apetite, cansaço, náusea e vômito, diarreia, perda de peso, poliúria (aumento da produção de urina), transpiração, cefaleia, sede, vertigem e aumento da concentração de cálcio e fosfato no plasma e urina, insuficiência renal, calcificação de tecidos moles, e cálculo renal.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

21.

PRODUTO

Carvão vegetal ativado

SINÔNIMOS

Carvão ativado

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido

Cápsula

INDICAÇÃO

Redução do acúmulo de gases intestinais.

POSOLOGIA

Ingerir até 1 g ao menos 30 minutos antes das refeições e até 1 g após as refeições.

ADVERTÊNCIA

Contraindicação: durante a gravidez e para os casos de obstrução intestinal e alterações anatômicas do trato gastrointestinal. Deve ser utilizado com precaução em crianças, uma vez que o carvão ativado pode interferir na absorção de nutrientes. Não é recomendável o uso por crianças menores de 12 anos de idade. Não é recomendado utilizar o carvão ativado por longo período.

Interação medicamentosa: Este produto pode interagir com outros medicamentos, portanto deve ser administrado, no mínimo, duas horas antes ou uma hora após

outras medicações.

Reações adversas: constipação intestinal (prisão de ventre), desequilíbrio eletrolítico, obstrução gastrointestinal, hipotensão (diminuição da pressão arterial), vômitos ou diarreia.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

22.

PRODUTO

Cetoconazol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

20 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Creme

INDICAÇÃO

Indicado para aplicação tópica no tratamento de micoses superficiais, incluindo dermatofitoses (Tinea corporis, Tinea cruris, Tinea manus e Tinea pedis), candidíase cutânea e pitiríase versicolor.

MODO DE USAR

Uso externo.

Não deve ser aplicado somente na área infectada, mas também ao redor dela. Lavar as mãos cuidadosamente após aplicar o creme. Deve ser aplicado nas áreas infectadas uma vez ao dia. O tratamento deve ser mantido por mais alguns dias após o desaparecimento dos sintomas e das lesões. Observam-se resultados favoráveis após 4 semanas de tratamento, dependendo do tipo de micose, extensão e intensidade das lesões.

ADVERTÊNCIA

Não deve ser usado na conjuntiva, não estando indicado para infecções oftálmicas. Se coadministrado com um corticosteroide tópico, para prevenir o efeito rebote após parada abrupta de um tratamento prolongado com corticosteroide tópico, recomenda-se continuar a aplicação com um corticosteroide de menor potência pela manhã e aplicar cetoconazol creme à noite, e subsequentemente e gradualmente retirar o tratamento com o

corticosteroide tópico após um período de 2 a 3 semanas. Devem ser praticadas medidas gerais de higiene para auxiliar no controle de fatores de contaminação ou reinfecção. Lavar as mãos cuidadosamente antes e após aplicar o creme. Manter roupas e toalhas de uso pessoal separadas, evitando contaminar os familiares. Trocar regularmente a roupa que está em contato com a pele infectada para evitar reinfecção.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

23.

PRODUTO

Cetoconazol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

20 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Xampu

INDICAÇÃO

Indicado para tratamento de dermatite seborreica do couro cabeludo em adultos.

MODO DE USAR

Uso adulto.

Uso externo.

Para o tratamento de dermatite seborreica, o cetaconazol xampu deve ser utilizado duas vezes por semana por 2-4 semanas. Em casos de profilaxia da dermatite seborreica, o cetaconazol xampu deve ser utilizado 1 vez por semana ou 1 vez a cada 2 semanas. Lavar as áreas afetadas com o cetaconazol xampu, deixar agir e enxaguar após um período de ação de 3-5 minutos.

ADVERTÊNCIA

Em pacientes que estiveram em tratamento prolongado com corticosteroides tópicos, recomenda-se que a terapia com esteroides seja suspensa gradualmente por um período de 2 a 3 semanas, enquanto se usa o Cetoconazol xampu para evitar um efeito rebote potencial. Evite o contato com os olhos. Se isso ocorrer, enxágue os olhos com água.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

24.

PRODUTO

Cloreto de magnésio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

33 g de cloreto de magnésio

FORMA FARMACÊUTICA

INDICAÇÃO

Laxante suave

MODO DE USAR

Dissolver o conteúdo da embalagem em 1 litro de água filtrada; armazenar em recipiente de vidro na geladeira e tomar 60 mL/dia desta solução (uma xícara de chá), preferencialmente pela manhã em jejum. Pode ser misturado a sucos cítricos para mascarar o sabor amargo da solução. Quando ocorrer

maior frequência de evacuações, diminuir a dose. Em caso de diarreia, suspender o uso.

Obs.: Deve constar na embalagem e bula (se houver) de forma destacada as seguintes frases de alerta. "Após aberto, guardar o produto bem fechado em geladeira" e "Após diluição, o medicamento deverá ser consumido em até X dias". (Substituir o X pelo número de dias comprovados no estudo de estabilidade após diluição.)

ADVERTÊNCIA

Contraindicação: O uso do cloreto de magnésio é contraindicado em pacientes com insuficiência renal severa e em mulheres grávidas, uma vez que o magnésio ultrapassa a placenta podendo interferir nos níveis séricos do feto.

Quando a função renal estiver deficiente, a reposição do magnésio deve ser acompanhada de cuidados especiais e de monitorização dos níveis séricos.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

25.

PRODUTO

Cloreto de sódio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

9 mg/mL (concentração final na solução)

FORMA FARMACÊUTICA

Pó para solução

INDICAÇÃO

Lavagem nasal

MODO DE USO

Uso adulto e pediátrico.

Fazer a irrigação nasal de 3 a 4 vezes ao dia ou a critério médico utilizando o frasco aplicador. Lavar o frasco com água corrente após cada utilização.

Após preparo, a solução deve ser utilizada por completo e não deve ser armazenada.

Obs.: As empresas devem orientar sobre a forma correta de preparo e administração da solução.

ADVERTÊNCIA

Contraindicação: pacientes com antecedentes de hipersensibilidade (alergia) aos componentes da fórmula.

O frasco deve ser usado apenas por um paciente, evitando a transmissão de doenças.

No caso de dúvidas sobre o procedimento de uso, procure um profissional da saúde.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

26.

PRODUTO

Colódio lacto-salicilado 20%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Ácido salicílico 2 g/10 mL e ácido lático 1,5 mL/10 mL

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Tratamento de calos e verrugas

MODO DE USAR

Uso externo.

Proteger as áreas ao redor da lesão e aplicar, uma vez ao dia, quatro camadas de colódio, esperando cada camada secar antes da reaplicação, até eliminação da verruga ou calo.

ADVERTÊNCIA

Não usar próximo aos olhos. Evitar o contato com as mucosas e a pele íntegra.

O uso é contraindicado em diabéticos e em pacientes com problemas circulatórios em braços e pernas.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

27.

PRODUTO

Colódio salicilado 12%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Ácido salicílico 120 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Tratamento de calos e verrugas.

MODO DE USAR

Uso externo.

Proteger as áreas ao redor da lesão e aplicar, uma vez ao dia, quatro camadas de colódio, esperando cada camada secar antes da reaplicação, até eliminação da verruga ou calo.

ADVERTÊNCIA

Não usar próximo aos olhos. Evitar o contato com as mucosas e a pele íntegra.

O uso é contraindicado em diabéticos e em pacientes com problemas circulatórios em braços e pernas.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

28.

PRODUTO

Creme de enxofre 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Enxofre 0,1 g/g

FORMA FARMACÊUTICA

Creme

INDICAÇÃO

Escabiose (sarna) e acne.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar no local afetado uma ou duas vezes ao dia.

ADVERTÊNCIA

A aplicação de enxofre na pele pode causar irritação. Evitar contato com olhos, boca e outras membranas mucosas.

Contraindicações: hipersensibilidade ao enxofre.

Reações adversas: irritação na pele, vermelhidão ou escamação da pele.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

29.

PRODUTO

Mel rosado

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

10% de extrato de rosas rubras em mel, equivalente a 1,5 -3 % de taninos

SINÔNIMOS

Extrato fluído de rosas rubras

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Adstringente nas estomatites, principalmente infantil (sapinho)

MODO DE USAR

Aplicar puro ou diluído em água, na boca ou garganta, com haste flexível de algodão, chupeta ou gargarejo a depender da idade.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: pessoas com hipersensibilidade.

Não ingerir.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

30.

PRODUTO

Gliconato de clorexidina 0,5%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

0,005 mL/mL

SINÔNIMOS

Digliconato de clorexidina

FORMA FARMACÊUTICA

Solução aquosa

INDICAÇÃO

Antisséptico

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar o produto em quantidade suficiente para umedecer toda a área, esfregando com gaze estéril. Deixar secar completamente, e, se necessário, repetir o procedimento. Pode ser utilizado em mucosas.

ADVERTÊNCIA

Evitar contato com olhos, ouvidos e boca. Para os casos de contaminação destas partes, lavar abundantemente com água.

Contraindicado para pessoas com história de hipersensibilidade à clorexidina.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

31.

PRODUTO

Gliconato de clorexidina 0,5%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

0,005 mL/mL

SINÔNIMOS

Digliconato de clorexidina

FORMA FARMACÊUTICA

Solução alcoólica

INDICAÇÃO

Antisséptico. Para antissepsia de pele antes de procedimentos invasivos (como inserção de cateteres) e antissepsia do campo operatório após degermação; para realização de curativo de local de inserção de cateteres vasculares.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar e friccionar o produto em quantidade suficiente para umedecer toda a área a ser tratada. Deixar secar completamente e, se necessário, repetir o procedimento.

Aguarde o produto secar completamente antes de qualquer punção ou inserção na pele.

Para antissepsia da pele em procedimentos cirúrgicos, realizar antes a degermação da pele com solução de clorexidina com tensoativo.

ADVERTÊNCIA

Evitar contato com olhos, ouvidos e boca. Para os casos de contaminação destas partes, lavar abundantemente com água. Não deve ser utilizada para irrigação de cavidade corpórea, curativo da ferida cirúrgica ou de lesões de pele e mucosa. Não utilizar em mucosas.

Contraindicado para pessoas com história de hipersensibilidade à clorexidina.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

32.

PRODUTO

Gliconato de clorexidina 1,0%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

0,01 mL/mL

SINÔNIMOS

Digliconato de clorexidina

FORMA FARMACÊUTICA

Solução aquosa

INDICAÇÃO

Antisséptico

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar o produto em quantidade suficiente para umedecer toda a área a ser tratada, esfregando com gaze estéril. Deixar secar completamente, e se necessário, repetir o procedimento. Pode ser utilizado em mucosas.

ADVERTÊNCIA

Evitar contato com olhos, ouvidos e boca. Para os casos de contaminação destas partes, lavar abundantemente com água. Contraindicado para pessoas com história de hipersensibilidade à clorexidina.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

33.

PRODUTO

Gliconato de clorexidina 1,0%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

0,01 mL/mL

SINÔNIMOS

Digliconato de clorexidina

FORMA FARMACÊUTICA

Solução alcoólica

INDICAÇÃO

Antisséptico para desinfecção das mãos antes de contato com pacientes e preparo cirúrgico das mãos.

MODO DE USAR

Uso externo.

Para a antissepsia das mãos, seguir a técnica de higienização das mãos com preparações alcoólicas (fricção antisséptica) preconizada pela Anvisa.

ADVERTÊNCIA

Evitar contato com olhos, ouvidos e boca. Para os casos de contaminação destas partes, lavar abundantemente com água. Contraindicado para pessoas com história de hipersensibilidade à clorexidina.

Não utilizar em mucosas. Não usar em combinação com sabão degermante.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

34.

PRODUTO

Gliconato de clorexidina 2,0%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

0,02 mL/mL

SINÔNIMOS

Digliconato de clorexidina

FORMA FARMACÊUTICA

Solução com tensoativos

INDICAÇÃO

Antisséptico; degermação da pele do paciente, antes de procedimentos invasivos (p. ex., cirurgia, cateter venoso central, entre outros); banho pré-operatório de pacientes; preparo das mãos do profissional de saúde, antes da realização de procedimentos invasivos e após cuidado do paciente colonizado ou infectado por patógenos multirresistentes.

MODO DE USAR

Uso externo.

Para a antissepsia das mãos, seguir a técnica de preparo pré-operatório preconizada pela Anvisa.

Antissepsia do campo operatório: umedecer a pele e aplicar o produto friccionando suavemente. Enxaguar e secar a área com compressas estéreis.

Banho pré-operatório: umedecer o corpo e aplicar o produto. Com o auxílio das mãos ou esponjas, friccionar suavemente até obtenção de espuma. Enxaguar e secar.

ADVERTÊNCIA

Evitar contato com olhos, ouvidos e boca. Para os casos de contaminação destas partes, lavar abundantemente com água. Não usar para curativos. Não usar em mucosas.

Contraindicado para pessoas com história de hipersensibilidade à clorexidina.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

35.

PRODUTO

Gliconato de clorexidina 2,0%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

0,02 mL/mL

SINÔNIMOS

Digliconato de clorexidina

FORMA FARMACÊUTICA

Solução aquosa

INDICAÇÃO

Antisséptico. Preparo de mucosas para a realização de procedimentos cirúrgicos, prepare da região genital pré-sondagem vesical, antissepsia extrabucal em procedimentos odontológicos.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar o produto em quantidade suficiente para umedecer toda a área a ser tratada, esfregando com gaze estéril.

Deixar secar completamente e, se necessário, repetir o procedimento. Pode ser utilizado em mucosas.

ADVERTÊNCIA

Evitar contato com olhos, ouvidos e boca. Para os casos de contaminação destas partes, lavar abundantemente com água.

Não deve ser utilizada para irrigação de cavidade corpórea. Não usar para preparo de pele do paciente cirúrgico. Não usar para degermação/antissepsia das mãos de profissionais de saúde. Não usar para curativo da ferida cirúrgica ou de lesões de pele e mucosa.

Contraindicado para pessoas com história de hipersensibilidade à clorexidina.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

36.

PRODUTO

Gliconato de clorexidina 2,0%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

0,02 mL/mL

SINÔNIMOS

Digliconato de clorexidina

FORMA FARMACÊUTICA

Solução alcoólica

INDICAÇÃO

Antisséptico. Antissepsia do campo operatório; antissepsia da pele antes de procedimentos invasivos. Antissepsia no sítio de inserção de cateteres vasculares centrais e periféricos.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar e friccionar o produto em quantidade suficiente para umedecer toda a área a ser tratada. Deixar secar e, se necessário, repetir o procedimento. Aguarde o produto secar completamente antes de qualquer punção ou inserção na pele.

ADVERTÊNCIA

Evitar contato com olhos, ouvidos e boca. Para os casos de contaminação destas partes, lavar abundantemente com água.

Não deve ser utilizada para irrigação de cavidade corpórea. Não usar para curativo da ferida cirúrgica ou de lesões de pele e mucosa.

Contraindicado para pessoas com história de hipersensibilidade à clorexidina.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

37.

PRODUTO

Gliconato de clorexidina 4,0%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

0,04 mL/mL

SINÔNIMOS

Digliconato de clorexidina

FORMA FARMACÊUTICA

Solução com tensoativos

INDICAÇÃO

Antisséptico; degermação da pele do paciente, antes de procedimentos invasivos (p. ex., cirurgia, cateter venoso central); banho pré-operatório de pacientes; preparo das mãos do profissional de saúde, antes da realização de procedimentos invasivos e após cuidado do paciente colonizado ou infectado por patógenos multirresistentes e em situações de surto.

MODO DE USAR

Uso externo.

Para a antissepsia das mãos, seguir a técnica de preparo pré-operatório preconizada pela Anvisa. Antissepsia do campo operatório: umedecer a pele e aplicar o produto friccionando suavemente. Enxaguar e secar a área com compressas estéreis.

Banho pré-operatório: umedecer o corpo e aplicar o produto. Com o auxílio das mãos ou esponjas, friccionar suavemente até obtenção de espuma. Enxaguar e secar.

ADVERTÊNCIA

Evitar contato com olhos, ouvidos e boca. Para os casos de contaminação destas partes, lavar abundantemente com água. Não usar para curativos. Não usar em mucosas.

Contraindicado para pessoas com história de hipersensibilidade à clorexidina.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

38.

PRODUTO

Suspensão de hidróxido de alumínio 6%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

60 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Suspensão

INDICAÇÃO

Antiácido, coadjuvante no tratamento de úlceras gástricas e duodenais e esofagite de refluxo.

POSOLOGIA

Tomar de 5 a 10 mL, quatro vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições, e antes de deitar, ou a critério médico.

ADVERTÊNCIA

Agitar antes de usar.

Pode causar constipação (prisão de ventre).

Deve ser usado com precaução por portadores de doenças renais. Pode interferir na absorção de medicamentos, por esse motivo, deve ser administrado 2 horas antes ou depois do uso de outros medicamentos.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

39.

PRODUTO

Suspensão de hidróxido de magnésio 8%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

80 mg/mL

SINÔNIMOS

Leite de magnésia; magma de magnésio; magnésia hidratada; óxido de magnésio hidratado

FORMA FARMACÊUTICA

Suspensão

INDICAÇÃO

Antiácido, laxante suave.

POSOLOGIA

Uso adulto.

Antiácido: 5 a 15 mL (1 colher de chá a 1 colher de sopa), duas a três vezes ao dia.

Laxante: 30 mL a 60 mL (2 a 4 colheres de sopa).

Uso pediátrico.

Reduzir a dose para ¼ (um quarto) a ½ (metade) do recomendado para adultos, de acordo com a idade.

ADVERTÊNCIA

Agitar antes de usar.

Precauções: não ingerir na gravidez ou se estiver amamentando sem orientação médica. No caso de superdosagem, procure orientação médica.

Precauções no uso como laxativo: não usar em presença de dor abdominal, náuseas, vômitos, alteração nos hábitos intestinais por mais de 2 semanas, sangramento retal e doença renal.

Precauções no uso como antiácido: pode haver efeito laxativo.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

40.

PRODUTO

Suspensão de hidróxido de magnésio 4% e alumínio 6%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Hidróxido de magnésio 40 mg/mL + hidróxido de alumínio 60 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Suspensão

INDICAÇÃO

Antiácido, coadjuvante no tratamento de úlceras gástricas e duodenais e esofagite de refluxo.

POSOLOGIA

Tomar de 5 a 10 mL, quatro vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições e antes de deitar, ou a critério médico.

ADVERTÊNCIA

Agitar antes de usar.

Contraindicações: não deve ser utilizado em pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, insuficiência renal severa, com hipofosfatemia (pouco fósforo no sangue) ou obstrução intestinal. Não deve ser utilizado na gravidez e na amamentação.

Precauções: administrar com cautela em pacientes com porfiria que estejam fazendo hemodiálise; na vigência de dietas pobres em fósforo.

Não se deve ultrapassar a dose diária ou prolongar o tratamento por mais de 14 dias (com dose máxima).

Esse medicamento pode reduzir a absorção de outros medicamentos. Por esse motivo, deve ser administrado 2 horas antes ou depois do uso de outros medicamentos.

O uso prolongado de antiácidos contendo alumínio por pacientes normofosfatêmicos pode resultar em hipofosfatemia.

Em pacientes com insuficiência renal, a administração desse medicamento deve ser realizada sob supervisão médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

41.

PRODUTO

Hidróxido de magnésio e alumínio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Hidróxido de magnésio 200 mg + hidróxido de alumínio 200 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido mastigável

INDICAÇÃO

Tratamento dos sintomas da acidez estomacal, azia, desconforto estomacal, dor de estômago, dispepsia (indigestão), queimação, esofagite péptica (inflamação do esôfago, causada pelo refluxo gástrico) e hérnia de hiato.

POSOLOGIA

Uso pediátrico (acima de 6 anos).

Ingerir de 1 a 2 comprimidos, de acordo com a idade, 2 vezes ao dia.

Uso adulto.

Ingerir de 2 a 3 comprimidos, 4 vezes ao dia.

Não exceder a posologia recomendada. Deve ser administrado meia hora após as refeições e ao deitar.

ADVERTÊNCIA

Cuidados de administração: os comprimidos devem ser mastigados, não os deglutir por inteiro.

Contraindicações: não deve ser utilizado em pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, insuficiência renal severa, com hipofosfatemia (pouco fósforo no sangue) ou obstrução intestinal.

Não deve ser utilizado na gravidez e na amamentação.

Precauções: administrar com cautela em pacientes com porfiria que estejam fazendo hemodiálise; na vigência de dietas pobres em fósforo.

Não se deve ultrapassar a dose diária ou prolongar o tratamento por mais de 14 dias (com dose máxima).

Esse medicamento pode reduzir a absorção de outros medicamentos. Por esse motivo, deve ser administrado 2 horas antes ou depois do uso de outros medicamentos.

O uso prolongado de antiácidos contendo alumínio por pacientes normofosfatêmicos pode resultar em hipofosfatemia. Em pacientes com insuficiência renal, a administração desse medicamento deve ser realizada sob supervisão médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

42.

PRODUTO

Hidróxido de magnésio e alumínio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Hidróxido de magnésio 400 mg + Hidróxido de alumínio 400 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido mastigável

INDICAÇÃO

Tratamento dos sintomas da acidez estomacal, azia, desconforto estomacal, dor de estômago, dispepsia (indigestão), queimação, esofagite péptica (inflamação do esôfago, causada pelo refluxo gástrico) e hérnia de hiato.

POSOLOGIA

Uso oral.

Uso adulto.

Tratamento Sintomático: 1 a 2 comprimidos mastigáveis por dia.

Limite máximo de administração: 6 comprimidos.

Deve ser administrado meia hora após as refeições e ao deitar.

ADVERTÊNCIA

Cuidados de administração: os comprimidos devem ser mastigados, não os deglutir por inteiro.

Contraindicações: não deve ser utilizado em pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, insuficiência renal severa, com hipofosfatemia (pouco fósforo no sangue) ou obstrução intestinal. Não deve ser utilizado na gravidez e na amamentação.

Administrar com cautela:

- Em pacientes com porfiria que estejam fazendo hemodiálise; e

- Na vigência de dietas pobres em fósforo.

Não se deve ultrapassar a dose diária ou prolongar o tratamento por mais de 14 dias (com dose máxima).

Esse medicamento pode reduzir a absorção de outros medicamentos. Por esse motivo, deve ser administrado 2 horas antes ou depois do uso de outros

medicamentos.

O uso prolongado de antiácidos contendo alumínio por pacientes normofosfatêmicos pode resultar em hipofosfatemia. Em pacientes com insuficiência renal, a administração desse medicamento deve ser realizada sob supervisão médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

43.

PRODUTO

Hidróxido de alumínio + hidróxido de magnésio + simeticona

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Hidróxido de alumínio 153 mg + hidróxido de magnésio 200 mg + simeticona 25 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido mastigável

INDICAÇÃO

Tratamento dos sintomas da acidez estomacal, azia, desconforto estomacal, dor de estômago, dispepsia, indigestão, queimação, esofagite péptica (inflamação do esôfago causado pelo refluxo gástrico) e hérnia de hiato. Também é utilizado como antiflatulento (antigases), inclusive nos quadros pós-operatórios.

POSOLOGIA

Uso Adulto.

Ingerir de 2 a 4 comprimidos, até 4 vezes ao dia.

Uso Pediátrico.

Ingerir de 1 a 2 comprimidos ao dia.

ADVERTÊNCIA

Esse medicamento não deve ser utilizado nos casos de hipersensibilidade aos componentes da fórmula, insuficiência renal severa, hipofosfatemia (pouco fósforo no sangue), gravidez, amamentação e obstrução intestinal.

Esse medicamento pode reduzir a absorção de outros e, por esse motivo, deve ser administrado 2 horas antes ou depois do uso de outros medicamentos.

A administração deve ser realizada com cautela: em pacientes com porfiria que estejam fazendo hemodiálise; em dietas pobres em fósforo. Não é aconselhável ultrapassar as doses recomendadas ou prolongar o tratamento por mais de 14 dias (com a dose máxima). O uso prolongado de antiácidos

contendo alumínio por pacientes normofosfatêmicos pode resultar em hipofosfatemia . Em pacientes com insuficiência renal, a administração desse medicamento deve ser realizada sob supervisão médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

44.

PRODUTO

Suspensão de hidróxido de alumínio, hidróxido de magnésio e simeticona

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Hidróxido de alumínio 37 mg/mL + hidróxido de magnésio 40 mg/mL + simeticona 5 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Suspensão

INDICAÇÃO

Tratamento dos sintomas da acidez estomacal, azia, desconforto estomacal, dor de estômago, dispepsia (indigestão), queimação, esofagite péptica (inflamação do esôfago, causada pelo refluxo gástrico) e hérnia de hiato. Também é utilizado como antiflatulento (antigases) para alívio dos sintomas do excesso de gases, inclusive nos quadros pós-operatórios.

POSOLOGIA

Uso pediátrico.

Tomar 1 colher de chá (5 mL), 1 a 2 vezes ao dia.

Uso adulto.

Tomar 1 a 2 colheres de sobremesa (10 mL a 20 mL), 4 vezes ao dia.

ADVERTÊNCIA

Esse medicamento não deve ser utilizado nos casos de hipersensibilidade aos componentes da fórmula, insuficiência renal severa, hipofosfatemia (pouco fósforo no sangue), gravidez, amamentação e obstrução intestinal. Esse medicamento é contraindicado para uso por pacientes com insuficiência renal severa.

Esse medicamento pode reduzir a absorção de outros medicamentos. Por esse motivo, deve ser administrado 2 horas antes ou depois do uso de outros

medicamentos.

Precauções

A administração deve ser realizada com cautela: em pacientes com porfiria que estejam fazendo hemodiálise; na vigência de dietas pobres em fósforo.

Não é aconselhável ultrapassar as doses recomendadas ou prolongar o tratamento por mais de 14 dias (com a dose máxima). O uso prolongado de antiácidos contendo alumínio por pacientes normofosfatêmicos pode resultar em hipofosfatemia.

Em pacientes com insuficiência renal, a administração desse medicamento deve ser realizada sob supervisão médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

45.

PRODUTO

Solução de hipoclorito de sódio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

0,5 g de cloro ativo em 100 mL

SINÔNIMOS

Líquido de Dakin. Líquido Antisséptico de Dakin. Solução diluída de hipoclorito de sódio

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico local, para curativo de feridas.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar nas áreas afetadas, puro ou diluído em água com auxílio de gaze ou algodão.

ADVERTÊNCIA

Não ingerir. Não inalar. Evitar contato com os olhos e mucosas.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

46.

PRODUTO

Solução de hipossulfito de sódio 40%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

400 mg/mL

SINÔNIMOS

Tiossulfato de sódio

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Tratamento da ptiríase versicolor (micose de praia, pano branco).

MODO DE USAR

Uso externo.

Uso adulto e pediátrico.

Aplicar uma vez ao dia na área afetada.

ADVERTÊNCIA

Não ingerir.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

47.

PRODUTO

Xarope de Iodeto de potássio 2%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

20 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Xarope

INDICAÇÃO

Mucolítico e expectorante.

POSOLOGIA

Ingerir 15 mL (1 colher de sopa), duas vezes ao dia, ou a critério médico.

ADVERTÊNCIA

Restrição: uso em gestantes, crianças e portadores de distúrbios da tireoide. Não administrar em pacientes diabéticos.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

48.

PRODUTO

Álcool iodado 0,1%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Iodo 1 mg/mL em álcool etílico 50% (v/v)

SINÔNIMOS

Álcool iodado

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico

MODO DE USAR

Uso externo.

Para limpeza de feridas ou aplicação em curativos.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: contraindicado para pessoas com histórico de hipersensibilidade a compostos de iodo.

Precauções e advertências: não cobrir o local de aplicação com tecido oclusivo.

Reações adversas: a hipersensibilidade, geralmente, manifesta-se por erupções papulares e vesiculares eritematosas (bolhas) na área aplicada. Não ingerir.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

49.

PRODUTO

Solução de iodo 2%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Iodo 20 mg/mL

SINÔNIMOS

Tintura de iodo fraca

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar em curativos no tratamento de feridas.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: contraindicado para pessoas com histórico de hipersensibilidade a compostos de iodo.

Precauções e advertências: não cobrir o local de aplicação com tecido oclusivo. O produto não deve ser usado em casos de feridas abertas (pode resultar em absorção do iodo) e em curativos oclusivos.

Restrição de uso: neonatos e gestantes, pois pode causar intoxicação pelo iodo. Evitar uso prolongado.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

50.

PRODUTO

Solução de iodo 5%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Iodo 50 mg/mL

SINÔNIMOS

Tintura de iodo forte

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar em curativos no tratamento de feridas.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: contraindicado para pessoas com histórico de hipersensibilidade a compostos de iodo.

Precauções e advertências: não cobrir o local de aplicação com tecido oclusivo. O produto não deve ser usado em casos de feridas abertas (pode resultar em absorção do iodo) e em curativos oclusivos.

Restrição de uso: neonatos e gestantes, pois pode causar intoxicação pelo iodo. Evitar uso prolongado.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

51.

PRODUTO

Iodopolividona 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100 mg/mL, que equivale a 1% iodo ativo

FORMA FARMACÊUTICA

Solução aquosa

INDICAÇÃO

Antisséptico

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar nas áreas afetadas ou a critério médico.

ADVERTÊNCIA

O produto não deve ser usado em casos de alergia ao iodo, feridas abertas (pode resultar em absorção do iodo) e em curativos oclusivos.

Restrição de uso: neonatos e gestantes, pois pode causar intoxicação pelo iodo. Evitar uso prolongado.

Em caso de ingestão acidental, tomar bastante leite ou clara de ovos batidas em água.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

52.

PRODUTO

Iodopolividona 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100 mg/mL, que equivale a 1% iodo ativo

FORMA FARMACÊUTICA

Solução hidroalcoólica

INDICAÇÃO

Antisséptico indicado na demarcação do campo operatório e na preparação pré-operatória da pele do paciente e da equipe cirúrgica.

MODO DE USAR

Uso externo.

Espalhar na pele e deixar agir por 2 minutos. Se necessário, repetir a operação.

ADVERTÊNCIA

O produto não deve ser usado em casos de alergia ao iodo, feridas abertas (pode resultar em absorção do iodo) e em curativos oclusivos.

Restrição de uso: neonatos e gestantes, pois pode causar intoxicação pelo iodo. Evitar uso prolongado.

Se ingerido, beber grande quantidade de leite ou claras de ovos batidas em água. Em contato com os olhos, lavá-los com água corrente. Em qualquer um dos casos procure orientação médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

53.

PRODUTO

Iodopolividona 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100 mg/mL, que equivale a 1% iodo ativo

SINÔNIMOS

Iodopolividona

FORMA FARMACÊUTICA

Solução com tensoativos

INDICAÇÃO

Antisséptico indicado na degermação das mãos e braços da equipe cirúrgica e na preparação pré-operatória da pele de pacientes.

MODO DE USAR

Uso externo.

Espalhar na pele e deixar agir por 2 minutos. Enxaguar com água corrente e repetir a aplicação, se necessário, secando a pele com gaze ou toalha esterilizada.

ADVERTÊNCIA

O produto não deve ser usado em casos de alergia ao iodo, feridas abertas (pode resultar em absorção do iodo) e em curativos oclusivos.

Restrição de uso: neonatos e gestantes, pois pode causar intoxicação pelo iodo. Evitar uso prolongado.

Se ingerido, beber grande quantidade de leite ou claras de ovos batidas em água. Em contato com os olhos, lavá-los com água corrente. Em qualquer um dos casos procure orientação médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

54.

PRODUTO

Nitrato de miconazol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

20 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Creme vaginal

INDICAÇÃO

Indicado para o tratamento de infecções na região vaginal produzidas por fungos.

MODO DE USO

Uso externo (Vaginal)

Uso adulto.

Usar 5 gramas uma vez ao dia, ao se deitar, por 14 dias consecutivos.

(Orientar sobre a forma correta de uso considerando as especificidades dos acondicionamentos e acessórios dosadores).

ADVERTÊNCIA

Não usar em caso de sensibilidade (alergia) ao nitrato de miconazol ou demais componentes da fórmula. Não ingerir.

Este medicamento não deve ser usado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Não compartilhar roupas ou acessórios de modo a evitar a transmissão da infecção. O parceiro sexual também deve ser tratado.

Evitar contato entre o preservativo (camisinha) ou o diafragma de borracha (dispositivo de barreira inserido na vagina) e este medicamento, pois a

formulação pode danificar o material e, neste caso, gravidez e doenças sexualmente transmissíveis podem não ser evitadas.

Se estiver usando anticoagulante oral (medicamentos que agem sobre a coagulação do sangue), como a varfarina, consulte um médico antes de usar o

produto. Consulte seu médico antes de usar miconazol se você estiver tomando outros medicamentos.

Reações adversas: ligeira irritação local (vermelhidão), coceira e ardor após as primeiras aplicações, que tende a desaparecer com o decorrer do tratamento. Entretanto, se estes sintomas forem muito incômodos, persistentes ou se apresentar erupções cutâneas (feridas avermelhadas na pele) ou cólicas abdominais, interrompa o tratamento e informe o médico.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

55.

PRODUTO

Nitrato de miconazol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

20 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Creme dermatológico

INDICAÇÃO

Indicado para o tratamento deTinea pedis(pé de atleta),Tinea cruris(micose na região da virilha).Tinea corporise onicomicoses (micose nas unhas) causadas peloTrychophyton,EpidermophytoneMicrosporum; candidíase cutânea (micose de pele),Tinea versicolore cromofitose.

MODO DE USO

Uso externo.

Uso adulto e pediátrico.

A aplicação do produto deve ser feita após lavagem e secagem do local. Aplicar diretamente sobre a região atingida duas vezes ao dia (manhã e noite).

Espalhar por uma região um pouco maior do que a afetada. O tratamento deve ser ininterrupto e mantido até o completo desaparecimento das lesões. Contudo, caso não observe melhora após 4 semanas, procurar um profissional da saúde. Após o desaparecimento dos sinais e sintomas, o tratamento deve ser mantido por mais uma semana evitando recidivas. Se a área atingida não for as mãos, lave-as cuidadosamente após a aplicação.

ADVERTÊNCIA

Não usar em caso de sensibilidade (alergia) ao nitrato de miconazol ou demais componentes da fórmula. Usar com cuidado nas regiões próximas aos olhos, evitando contato direto.

Este medicamento não deve ser usado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

É recomendável a troca frequente das roupas que ficam em contato com a área afetada evitando reinfecção.

Se estiver usando anticoagulante oral (medicamentos que agem sobre a coagulação do sangue), como a varfarina, consulte um médico antes de usar o

produto. Consulte seu médico antes de usar miconazol se você estiver tomando outros medicamentos.

Reações adversas: ligeira irritação local (vermelhidão), coceira e ardor após as primeiras aplicações, que tende a desaparecer com o decorrer do tratamento. Entretanto, se estes sintomas forem muito incômodos, persistentes ou se apresentar erupções cutâneas (feridas avermelhadas na pele) interrompa o tratamento e informe o médico.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

56.

PRODUTO

Nitrato de miconazol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

20 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Emulsão dermatológica

INDICAÇÃO

Indicado para o tratamento deTinea pedis(pé de atleta),Tinea cruris(micose na região da virilha).Tinea corporise onicomicoses (micose nas unhas) causadas peloTrychophyton,EpidermophytoneMicrosporum; candidíase cutânea (micose de pele),Tinea versicolore cromofitose.

MODO DE USO

Uso externo.

Uso adulto e pediátrico.

A aplicação do produto deve ser feita após lavagem e secagem do local. Aplicar diretamente sobre a região atingida duas vezes ao dia (manhã e noite).

Espalhar por uma região um pouco maior do que a afetada. O tratamento deve ser ininterrupto e mantido até o completo desaparecimento das lesões. Contudo, caso não observe melhora após 4 semanas, procurar um profissional da saúde. Após o desaparecimento dos sinais e sintomas, o tratamento deve ser mantido por mais uma semana evitando recidivas. Se a área atingida não for as mãos, lave-as cuidadosamente após a aplicação.

ADVERTÊNCIA

Não usar em caso de sensibilidade (alergia) ao nitrato de miconazol ou demais componentes da fórmula. Usar com cuidado nas regiões próximas aos olhos, evitando contato direto.

Este medicamento não deve ser usado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

É recomendável a troca frequente das roupas que ficam em contato com a área afetada evitando reinfecção.

Se estiver usando anticoagulante oral (medicamentos que agem sobre a coagulação do sangue), como a varfarina, consulte um médico antes de usar o

produto. Consulte seu médico antes de usar miconazol se você estiver tomando outros medicamentos.

Reações adversas: ligeira irritação local (vermelhidão), coceira e ardor após as primeiras aplicações, que tende a desaparecer com o decorrer do tratamento. Entretanto, se estes sintomas forem muito incômodos, persistentes ou se apresentar erupções cutâneas (feridas avermelhadas na pele) interrompa o tratamento e informe o médico.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

57.

PRODUTO

Nitrato de miconazol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

20 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Suspensão aerossol

Suspensão spray

INDICAÇÃO

Indicado para o tratamento deTinea pedis(pé de atleta),Tinea cruris(micose na região da virilha), Tinea corporis(tíneas do corpo) e onicomicoses (micose nas unhas) causadas peloTrychophyton, EpidermophytoneMicrosporum; candidíase cutânea (micose de pele),Tinea versicolore cromofitose.

MODO DE USO

Uso externo.

Uso adulto e pediátrico.

A aplicação do produto deve ser feita após lavagem e secagem do local. Aplicar diretamente sobre a região atingida duas vezes ao dia (manhã e noite). Espalhar por uma região um pouco maior do que a afetada. O tratamento deve ser ininterrupto e mantido até o completo desaparecimento das lesões.

Contudo, caso não observe melhora após 4 semanas, procurar um profissional da saúde. Após o desaparecimento dos sinais e sintomas, o tratamento deve ser mantido por mais uma semana evitando recidivas.

Se a área atingida não for as mãos, lave-as cuidadosamente após a aplicação.

Agite o frasco antes de utilizar, proteja os olhos e evite inalar o produto.

ADVERTÊNCIA

Não usar em caso de sensibilidade (alergia) ao nitrato de miconazol ou demais componentes da fórmula. Usar com cuidado nas regiões próximas aos olhos, evitando contato direto.

Este medicamento não deve ser usado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

É recomendável a troca frequente das roupas que ficam em contato com a área afetada evitando reinfecção.

Se estiver usando anticoagulante oral (medicamentos que agem sobre a coagulação do sangue), como a varfarina, consulte um médico antes de usar o

produto. Consulte seu médico antes de usar miconazol se você estiver tomando outros medicamentos.

Reações adversas: ligeira irritação local (vermelhidão), coceira e ardor após as primeiras aplicações, que tende a desaparecer com o decorrer do tratamento. Entretanto, se estes sintomas forem muito incômodos, persistentes ou se apresentar erupções cutâneas (feridas avermelhadas na pele) interrompa o tratamento e informe o médico.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

58.

PRODUTO

Nitrato de miconazol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

20 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

INDICAÇÃO

Indicado para o tratamento deTinea pedis(pé de atleta),Tinea cruris(micose na região da virilha), Tinea corporis(tíneas do corpo) e onicomicoses (micose nas unhas) causadas peloTrychophyton, EpidermophytoneMicrosporum; candidíase cutânea (micose de pele),Tinea versicolore cromofitose.

MODO DE USO

Uso externo.

Uso adulto e pediátrico.

A aplicação do produto deve ser feita após lavagem e secagem do local. Aplicar uma quantidade suficiente para cobrir a área afetada, duas vezes ao dia. Espalhar por uma região um pouco maior do que a afetada. O tratamento deve ser ininterrupto e mantido até o completo desaparecimento das lesões.

Contudo, caso não observe melhora após 4 semanas, procurar um profissional da saúde. Após o desaparecimento dos sinais e sintomas, o tratamento deve ser mantido por mais uma semana evitando recidivas.

Se a área atingida não for as mãos, lave-as cuidadosamente após a aplicação.

ADVERTÊNCIA

Não usar em caso de sensibilidade (alergia) ao nitrato de miconazol ou demais componentes da fórmula. Usar com cuidado nas regiões próximas aos olhos, evitando contato direto.

Este medicamento não deve ser usado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

É recomendável a troca frequente das roupas que ficam em contato com a área afetada evitando reinfecção.

Se estiver usando anticoagulante oral (medicamentos que agem sobre a coagulação do sangue), como a varfarina, consulte um médico antes de usar o

produto. Consulte seu médico antes de usar miconazol se você estiver tomando outros medicamentos.

Reações adversas: ligeira irritação local (vermelhidão), coceira e ardor após as primeiras aplicações, que tende a desaparecer com o decorrer do tratamento. Entretanto, se estes sintomas forem muito incômodos, persistentes ou se apresentar erupções cutâneas (feridas avermelhadas na pele) interrompa o tratamento e informe o médico.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

59.

PRODUTO

Nitrato de prata

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Mínimo 89,5% nitrato de prata

SINÔNIMOS

Nitrato de prata lápis

FORMA FARMACÊUTICA

Bastão

INDICAÇÃO

Para remoção de verrugas ou outros pequenos crescimentos da pele.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar no local afetado uma vez ao dia.

ADVERTÊNCIA

Não usar nos olhos. Evitar aplicar em pele sadia.

Uso não aconselhável em pacientes diabéticos ou com problemas circulatórios.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

60.

PRODUTO

Óleo de rícino

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100% óleo de rícino

SINÔNIMOS

Óleo de mamona

FORMA FARMACÊUTICA

Óleo

INDICAÇÃO

Laxante

POSOLOGIA

Doses de 15 mL (1 colher de sopa) promove a evacuação aquosa entre 1 e 3 horas, ação rápida.

ADVERTÊNCIA

Precauções e advertências: em grandes doses pode causar náusea, vômito, cólica e severo efeito purgativo.

Contraindicações: contraindicado nos casos de obstrução intestinal crônica, doença de Crohn, colite ulcerativa e qualquer outro episódio de inflamação no intestino.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

61.

PRODUTO

Óleo mineral

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100% óleo mineral

SINÔNIMOS

Petrolato líquido

FORMA FARMACÊUTICA

Óleo

INDICAÇÃO

Laxante

POSOLOGIA

Uso adulto e pediátrico (maiores de 6 anos)

No tratamento da prisão de ventre, 15 mL (1 colher de sopa) à noite e outra dosagem no dia seguinte ao despertar. Caso não obtenha êxito, aumente a dosagem para 30 mL (2 colheres de sopa) à noite e 15 mL pela manhã.

Crianças maiores de 6 anos: (1-2mL) por kg de peso a noite ou pela manhã).

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: deve-se evitar o uso na presença de náuseas, vômitos, dor abdominal, gravidez, dificuldade de deglutição, refluxo gastroesofágico e em pacientes acamados.

Precauções e advertências: não deve ser utilizado por mais de 1 semana a menos que indicado por um médico. Não administrar junto com alimentos ou

quando houver presença de hemorragia retal. Se notar alteração repentina dos hábitos intestinais durante duas semanas, consulte um médico antes de fazer uso de laxantes.

Desaconselhável após cirurgia anorretal, pois poderá causar prurido anal.

Uso durante a gravidez e lactação: o uso crônico durante a gravidez pode causar doenças hemorrágicas do recém-nascido. Não deve ser utilizado durante a gravidez e amamentação exceto sob a orientação médica.

Interações medicamentosas: o uso prolongado pode reduzir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K), cálcio, fosfatos e alguns medicamentos administrador por via oral, como anticoagulantes, cumarínicos ou indandiônicos, anticoncepcionais e glicosídeos cardíacos.

Reações adversas: efeitos metabólicos, redução do nível sérico de beta-caroteno, efeito gastrintestinais.

Dosagem oral excessiva pode resultar em incontinência e prurido anal.

"Atenção: O uso oral de óleo mineral aumenta o risco de desenvolvimento de pneumonia lipoídica. Pacientes com disfagia, desordens neuromusculares que afetam a deglutição e o reflexo do vômito, além de alterações estruturais da faringe e esôfago apresentam risco aumentado de desenvolvimento de pneumonia lipoídica. Esta predisposição é potencializada em neonatos e idosos."

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

62.

PRODUTO

Pomada de óxido de zinco 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Pomada

INDICAÇÃO

Secativo. Para tratamento dos sintomas do eczema (pele vermelha, pequenas bolhas, coceira).

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar no local afetado duas ou mais vezes ao dia.

ADVERTÊNCIA

O produto não deve ser usado em casos de alergia a algum dos componentes da fórmula.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

63.

PRODUTO

Emulsão de óxido de zinco 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Emulsão

INDICAÇÃO

Secativo. Para tratamento dos sintomas do eczema (pele vermelha, pequenas bolhas, coceira).

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar no local afetado duas ou mais vezes ao dia.

ADVERTÊNCIA

O produto não deve ser usado em casos de alergia a algum dos componentes da fórmula.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

64.

PRODUTO

Pasta de óxido de zinco 25%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

250 mg/g

SINÔNIMOS

Pasta d'água

FORMA FARMACÊUTICA

Pasta

INDICAÇÃO

Antisséptico, secativo e cicatrizante.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar nas áreas afetadas, duas a três vezes ao dia, exceto nas áreas com pelos.

ADVERTÊNCIA

O produto não deve ser usado em caso de alergia a algum dos componentes da fórmula.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

65.

PRODUTO

Pasta de óxido de zinco 25% e calamina 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Óxido de zinco 250 mg/g + calamina 100 mg/g

SINÔNIMOS

Pasta d'água com calamina

FORMA FARMACÊUTICA

Pasta

INDICAÇÃO

Antisséptico e secativo. Para alívio de coceiras leves.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar nas áreas afetadas, duas a três vezes ao dia, exceto nas áreas com pelos.

ADVERTÊNCIA

O produto não deve ser usado em caso de alergia a algum dos componentes da fórmula.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

66.

PRODUTO

Pasta de óxido de zinco 25% e enxofre 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Óxido de zinco 250 mg/g + enxofre 100 mg/g

SINÔNIMOS

Pasta d'água com enxofre

FORMA FARMACÊUTICA

Pasta

INDICAÇÃO

Escabiose (sarna), principalmente, quando houver infecção secundária.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar nas áreas afetadas, duas a três vezes ao dia, exceto nas áreas com pelos.

ADVERTÊNCIA

O produto não deve ser usado em caso de alergia a algum dos componentes da fórmula.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

67.

PRODUTO

Pasta de óxido de zinco 25% e mentol 0,5%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Óxido de zinco 250 mg/g + mentol 5 mg/g

SINÔNIMOS

Pasta d'água mentolada

FORMA FARMACÊUTICA

Pasta

INDICAÇÃO

Antisséptico, secativo e cicatrizante.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar nas áreas afetadas, duas a três vezes ao dia, exceto nas áreas com pelos.

ADVERTÊNCIA

O produto não deve ser usado em caso de alergia a algum dos componentes da fórmula.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

68.

PRODUTO

Paracetamol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

500 mg

750 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido

INDICAÇÃO

Indicado para redução da febre e o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como dores associadas a resfriados comuns, dor de cabeça, dor no corpo, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores leves associadas a artrites, dor de garganta e cólica menstrual.

POSOLOGIA

Os comprimidos devem ser administrados por via oral, com líquido.

Uso adulto (acima de 12 anos).

ATENÇÃO: A dose diária total recomendada de paracetamol é de 4000 mg administrados em doses fracionadas, não excedendo 1000 mg/dose em intervalos de 4 a 6 horas, em um período de 24horas.

A duração do tratamento depende da remissão dos sintomas.

ADVERTÊNCIA

A dose recomendada de paracetamol não deve ser ultrapassada. Não use com outro produto que contenha paracetamol.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Este medicamento contém paracetamol. Pacientes adultos podem desenvolver insuficiência hepática aguda no caso de ingestão de mais de 4g de paracetamol

em 24 horas, uso concomitante de outros medicamentos contendo paracetamol ou ingestão de 3 ou mais doses de bebida alcoólica por dia durante o tratamento. Consulte seu médico antes de usar o medicamento se você já possui problemas no fígado.

Consulte seu médico antes de utilizar este medicamento se você está tomando varfarina ou outros derivados cumarínicos.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

69.

PRODUTO

Paracetamol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

200 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Uso adulto.

Indicado para redução da febre e o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como dores associadas a resfriados comuns, dor de cabeça, dor no

corpo, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores leves associadas a artrites, dor de garganta e cólica menstrual.

Uso pediátrico.

Indicado para a redução da febre e para o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como: dores associadas a gripes e resfriados comuns, dor de cabeça, dor no corpo, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores leves associadas a artrites, dor de garganta e cólica menstrual.

POSOLOGIA

Uso pediátrico.

Para crianças abaixo de 11 kg ou 2 anos: consultar o médico antes de usar. A dose recomendada de paracetamol varia de 10 a 15 mg/kg/dose, com intervalos de 4 a 6 horas entre cada administração. Não exceda 5 administrações (aproximadamente 50 - 75 mg/kg), em um período de 24 horas.

Uso adulto (acima de 12 anos).

A dose diária máxima de paracetamol é de 4000 mg administrados em doses fracionadas, não excedendo a dose de 1000 mg/dose no intervalo de 4 a 6

horas, no período de 24 horas.

Duração do tratamento: depende da remissão dos sintomas.

Obs.: Quando aplicável, informar a equivalência da dose em gotas considerando as características do produto.

ADVERTÊNCIA

A dose recomendada de paracetamol não deve ser ultrapassada. NÃO administrar este medicamento diretamente na boca do paciente.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista

Não use com outro produto que contenha paracetamol.

Este medicamento contém paracetamol. Pacientes adultos podem desenvolver insuficiência hepática aguda no caso de ingestão de mais de 4g de

paracetamol em 24 horas, uso concomitante de outros medicamentos contendo paracetamol ou ingestão de 3 ou mais doses de bebida alcoólica por dia durante o tratamento. Consulte seu médico antes de usar o medicamento se você já possui problemas no fígado.

Consulte seu médico antes de utilizar este medicamento se você está tomando varfarina ou outros derivados cumarínicos.

OBS. O PRODUTO SÓ PODE SER VENDIDO EM EMBALAGEM "À PROVA DE CRIANÇAS"

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

70.

PRODUTO

Paracetamol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

32 mg/mL

100 mg/mL

140 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Suspensão

INDICAÇÃO

Uso adulto.

Indicado para redução da febre e o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como dores associadas a resfriados comuns, dor de cabeça, dor no corpo, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores leves associadas a artrites, dor de garganta e cólica menstrual.

Uso pediátrico.

Indicado para a redução da febre e para o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como: dores associadas a gripes e resfriados comuns, dor de cabeça, dor no corpo, dor de dente, dor nas costas, dores leves associadas a artrites, dor de garganta E cólica menstrual.

POSOLOGIA

Uso adulto.

O paracetamol pode ser administrado independentemente das refeições. A dose diária total de paracetamol não deve exceder tanto a dose de 75mg/kg quanto

4000 mg no período de 24 horas. Uso pediátrico (abaixo de 12 anos)

A dose recomendada de paracetamol varia de 10 a 15mg/kg/dose, com intervalos de 4 a 6 horas entre cada administração. Não exceda 5 administrações

(aproximadamente 50 - 75mg/kg), em um período de 24 horas. Para crianças abaixo de 11 kg ou 2 anos, consulte o médico antes do uso.

Obs.: Quando aplicável, informar a equivalência da dose em gotas considerando as características do produto.

ADVERTÊNCIA

A dose recomendada de paracetamol não deve ser ultrapassada. NÃO administrar este medicamento diretamente na boca do paciente.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista

Não use com outro produto que contenha paracetamol.

Este medicamento contém paracetamol. Pacientes adultos podem desenvolver insuficiência hepática aguda no caso de ingestão de mais de 4g de paracetamol

em 24 horas, uso concomitante de outros medicamentos contendo paracetamol ou ingestão de 3 ou mais doses de bebida alcoólica por dia durante o tratamento. Consulte seu médico antes de usar o medicamento se você já possui problemas no fígado.

Consulte seu médico antes de utilizar este medicamento se você está tomando varfarina ou outros derivados cumarínicos.

OBS. O PRODUTO SÓ PODE SER VENDIDO EM EMBALAGEM "À PROVA DE CRIANÇAS"

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

71.

PRODUTO

Paracetamol + Cafeína

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Paracetamol 500 mg + Cafeína 65 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido

INDICAÇÃO

Indicado para o alívio sintomático de dores de cabeça, sendo também útil para a redução da febre e para o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como: dores associadas a gripes e resfriados comuns, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores associadas a artrites e cólica menstrual.

POSOLOGIA

Adultos e crianças acima de 12 anos.

Ingerir 2 comprimidos de 6 em 6 horas. Não exceder o total de 8 comprimidos, em doses fracionadas, em um período de 24 horas.

Duração do tratamento: depende do desaparecimento dos sintomas.

ATENÇAO: A dose diária total recomendada de paracetamol é de 4000 mg administrados em doses fracionadas, não excedendo 1000 mg/dose em intervalos de 4 a 6 horas, em um período de 24 horas.

ADVERTÊNCIA

A dose recomendada de paracetamol não deve ser ultrapassada.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista

Não use com outro produto que contenha paracetamol.

Este medicamento contém paracetamol. Pacientes adultos podem desenvolver insuficiência hepática aguda no caso de ingestão de mais de 4g de

paracetamol em 24 horas, uso concomitante de outros medicamentos contendo paracetamol ou ingestão de 3 ou mais doses de bebida alcoólica por dia durante o tratamento.

Consulte seu médico antes de usar o medicamento se você já possui problemas no fígado.

Consulte seu médico antes de utilizar este medicamento se você está tomando varfarina ou outros derivados cumarínicos.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

72.

PRODUTO

Pó de alúmen de potássio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Mínimo 99,5% de sulfato de alumínio e potássio

SINÔNIMOS

Pedra hume, sulfato de alumínio e potássio

FORMA FARMACÊUTICA

INDICAÇÃO

Adstringente, para conter pequenos sangramentos.

MODO DE USAR

Aplicar sobre os ferimentos. Uso limitado a pequenos cortes na pele. Utilizar na forma sólida ou em solução a 1% de pedra hume em 100 mL de água filtrada ou fervida.

ADVERTÊNCIA

Soluções acima da concentração indicada podem causar efeito irritante ou corrosivo.

A ingestão acidental pode causar hemorragia gastrintestinal. Neste caso, procurar imediatamente auxílio médico.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

73.

PRODUTO

Permanganato de potássio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100 mg de permanganato de potássio

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido

INDICAÇÃO

Dermatites exsudativas, como adstringente e antisséptico.

MODO DE USAR

Uso externo.

Diluir o comprimido no momento do uso, em um a quatro litros de água e usar na forma de compressas ou no banho, ou a critério médico.

ADVERTÊNCIA

Não ingerir. O uso de soluções concentradas pode ser cáustico e o uso frequente pode ser irritante para a pele, além de tingi-la de marrom. No caso de ingestão acidental, procurar auxílio médico. O uso excessivo na mucosa vaginal pode alterar o pH local, acelerando a descamação do epitélio e eliminando os bacilos de Döederlein (flora vaginal normal). As duchas vaginais devem ser usadas, exclusivamente, em casos de infecções purulentas.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

74.

PRODUTO

Gel de peróxido de benzoíla

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

25 mg/g de peróxido de benzoíla (2,5%)

30 mg/g de peróxido de benzoíla (3%)

40 mg/g de peróxido de benzoíla (4%)

50 mg/g de peróxido de benzoíla (5%)

80 mg/g de peróxido de benzoíla (8%)

FORMA FARMACÊUTICA

Gel

INDICAÇÃO

Tratamento da acne.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar fina camada de gel nas áreas afetadas, uma a duas vezes ao dia. Recomendável uso de bloqueador solar não alcoólico durante o dia.

ADVERTÊNCIA

Uso adulto e pediátrico (acima de 12 anos).

Evitar exposição ao sol durante o tratamento devido a possibilidade de manchas na pele. O peróxido de benzoíla pode descolorir os cabelos e manchar roupas. Pode ocorrer sensibilização de contato em alguns pacientes, além de vermelhidão e descamação. Em uso prolongado ocasiona dermatite.

Medicamento contraindicado a indivíduos com hipersensibilidade ao peróxido de benzoíla.

Reações Adversas: dermatite de contato, eritema, ardor, vermelhidão, descamação e hipersensibilidade.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

75.

PRODUTO

Sabonete líquido de peróxido de benzoíla 2,5%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

25 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Sabonete líquido

INDICAÇÃO

Tratamento da acne.

MODO DE USAR

Uso externo.

Umedeça a pele, passe o sabonete cobrindo com espuma toda a área afetada. Deixe alguns minutos e enxágue com água. Use 2 a 3 vezes ao dia, ou conforme orientação médica.

ADVERTÊNCIA

Uso adulto e pediátrico (acima de 12 anos)

No caso de desenvolvimento de irritações, suspender o uso e procurar um médico.

Cuidado ao aplicar o produto próximo aos olhos, à boca e às mucosas. Caso entre em contato com os olhos ou mucosas, lavar abundantemente com água.

Evitar exposição desnecessária da área tratada ao sol.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

76.

PRODUTO

Loção de peróxido de benzoíla 5%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

5 g/100 mL

SINÔNIMOS

Emulsão de peróxido de benzoíla

FORMA FARMACÊUTICA

Emulsão

INDICAÇÃO

Tratamento da acne.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar fina camada da loção nas áreas afetadas, uma a duas vezes ao dia. Recomendável uso de bloqueador solar não alcoólico durante o dia.

ADVERTÊNCIA

Uso adulto e pediátrico (acima de 12 anos).

Evitar exposição ao sol durante o tratamento devido a possibilidade de manchas na pele. O peróxido de benzoíla pode descolorir os cabelos e manchar roupas. Pode ocorrer sensibilização de contato em alguns pacientes, além de vermelhidão e descamação.

Em uso prolongado ocasiona dermatite. Medicamento contraindicado a indivíduos com hipersensibilidade ao peróxido de benzoíla.

Reações Adversas: dermatite de contato, eritema, ardor, vermelhidão, descamação e hipersensibilidade.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

77.

PRODUTO

Sabonete de peróxido de benzoíla 5%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

50 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Sabonete

INDICAÇÃO

Tratamento da acne.

MODO DE USAR

Uso externo.

Umedeça a pele, passe o sabonete cobrindo com espuma toda a área afetada. Deixe alguns minutos e enxágue com água. Use 2 a 3 vezes ao dia, ou conforme indicado.

ADVERTÊNCIA

Uso adulto e pediátrico (acima de 12 anos).

No caso de desenvolvimento de irritações, suspender o uso e procurar um médico. Cuidado ao aplicar o produto próximo aos olhos, à boca e às mucosas. Caso entre em contato com os olhos ou mucosas, lavar abundantemente com água. Evitar exposição desnecessária da área tratada ao sol.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

78.

PRODUTO

Gel de peróxido de benzoíla 10%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

100 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Gel

INDICAÇÃO

Tratamento da acne.

MODO DE USAR

Uso externo.

À noite, antes de deitar, aplique o gel sobre as áreas afetadas. Durante 1 semana mantenha o produto na superfície afetada por apenas 1 hora e enxágue. Após esse período se não ocorrer irritação aplique na superfície afetada e mantenha a noite toda, lavando na manhã seguinte. Recomendável uso de bloqueador solar não alcoólico durante o dia.

ADVERTÊNCIA

Uso adulto e pediátrico (acima de 12 anos).

Evitar exposição ao sol durante o tratamento devido a possibilidade de manchas na pele. O peróxido de benzoíla pode descolorir os cabelos e manchar roupas. Pode ocorrer sensibilização de contato em alguns pacientes, além de vermelhidão e descamação. Em uso prolongado ocasiona dermatite.

Medicamento contraindicado a indivíduos com hipersensibilidade ao peróxido de benzoíla.

Reações Adversas: dermatite de contato, eritema, ardor, vermelhidão. descamação e hipersensibilidade.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

79.

PRODUTO

Peróxido de benzoíla + Enxofre

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Peróxido de benzoíla 50 mg/g + Enxofre 20 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Creme

INDICAÇÃO

Tratamento tópico da acne

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar duas vezes ao dia, de manhã e à noite, desde que a área tratada não seja exposta ao sol. Antes de cada aplicação, lave o local com água e sabonete neutro. Deve ser aplicado com a ponta dos dedos espalhando cuidadosamente, sem esfregar. Evite usar quantidades exageradas. É

imprescindível efetuar o teste de adaptação e, após este período, seguir o modo de uso indicado.

Teste de adaptação:

Primeiro passo: durante 4 dias, aplique o creme na área afetada e deixe o produto em contato com a pele somente duas horas por dia. Remova

em seguida com água e sabonete neutro. Havendo boa tolerância, seguir o segundo passo.

Segundo passo: durante 4 dias, aplique o creme na área afetada e deixe o produto em contato com a pele somente quatro horas por dia. Remova em seguida com água e sabonete neutro. Não ocorrendo desconforto ou intolerância durante esses quatro dias, seguir o terceiro passo.

Terceiro passo: durante 4 dias, aplique o creme na área afetada e deixe o produto em contato com a pele durante a noite. Remova pela manhã com água e sabonete neutro. Após o término da fase de adaptação, utilize o produto normalmente conforme modo de uso.

ADVERTÊNCIA

Evite o sol intenso durante o tratamento, mas se houver necessidade de exposição, o creme não deve ser usado durante o dia. Neste caso, deve-se aplicar um protetor solar com fator de proteção de, no mínimo, FPS 30.

Após os primeiros dias de aplicação, a pele começará a descamar como se tivesse sido queimada pelo sol, podendo ocorrer ardor, ressecamento e vermelhidão que, se moderados, são normais e desejáveis.

O uso pediátrico e por gestantes deve ser feito conforme orientação médica.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

80.

PRODUTO

Solução de peróxido de hidrogênio 3%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

3 g de peróxido de hidrogênio em água purificada qsp 100 mL

SINÔNIMOS

Água oxigenada 10 volumes

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar sobre o local, previamente limpo para a assepsia de ferimentos.

Gargarejos ou bochechos: diluir 1 colher de sopa do produto em 1/2 copo de água filtrada ou fervida.

ADVERTÊNCIA

Cuidado com os olhos e mucosas. Pode clarear os pelos ou cabelos.

O uso prolongado deve ser evitado.

O uso desta solução como enxaguante bucal pode causar ulcerações ou inchaço na boca.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

81.

PRODUTO

Polietilenoglicol 3350

FORMA FARMACÊUTICA

Pó para solução

INDICAÇÃO

Desimpactação e manutenção no quadro de constipação persistente e ocasional. Preparação de pacientes para realização do exame de colonoscopia.

POSOLOGIA

Uso adulto.

Desimpactação/Desobstrução Intestinal: iniciar a administração com 1 g/kg/dia e, caso necessário, corrigir a dose até 1,5 g/kg/dia pelo período de 6 dias. Não exceder a dose de 100 g por dia.

Manutenção: Iniciar a administração com 0,4 g/kg/dia e, caso necessário, corrigir a dose até 1,5 g/kg/dia pelo período de até 6 meses. Não exceder a dose de 100

g por dia.

Preparação Para Colonoscopia: Administrar 4,5 g/kg/dia um dia antes do exame. Recomenda-se dissolver 17 gramas em 250 mL de líquido e ingerir a solução a

cada 30 minutos até o limite de 255 gramas por dia. A administração do medicamento deve ser finalizada até 8 horas antes do procedimento.

Uso pediátrico.

Desimpactação/Desobstrução Intestinal: Iniciar a administração com 1 g/kg/dia e, caso necessário, corrigir a dose até 1,5 g/kg/dia pelo período de 6 dias. Não exceder a dose de 100 g por dia.

Manutenção: Iniciar a administração com 0,4 g/kg/dia e, caso necessário, corrigir a dose até 1,5 g/kg/dia pelo período de até 6 meses. Não exceder a dose de 100

g por dia.

Preparação Para Colonoscopia:

Entre 2 e 6 anos: Administrar 4,5 g/kg/dia um dia antes do exame. Recomenda-se dissolver 8,5 gramas em 150 mL de líquido e ingerir a solução a cada 30 minutos até o limite de 255 gramas por dia. A administração do medicamento deve ser finalizada até 8 horas antes do procedimento.

Acima de 7 anos: Administrar 4,5 g/kg/dia um dia antes do exame. Recomenda-se dissolver 17 gramas em 250 mL de líquido e ingerir a solução a cada 30 minutos

até o limite de 255 gramas por dia. A administração do medicamento deve ser finalizada até 8 horas antes do procedimento.

Obs: É responsabilidade da empresa incluir no material de rotulagem do produto informação sobre o modo de uso que atenda à posologia estabelecida. Se o medicamento for comercializado em dose múltipla deverá vir acompanhado de acessório dosador.

ADVERTÊNCIA

Esse medicamento pode causar diarreias, flatulências, náuseas, cólicas abdominais ou inchaços.

No caso de dúvidas, consultar um profissional de saúde.

Não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que estejam amamentando sem orientação médica ou do cirurgião dentista.

Esse medicamento é contraindicado para paciente com quadro conhecido ou suspeito de obstrução (náusea, vômito e dor abdominal), perfuração intestinal,

apendicite e sangramento retal.

O medicamento deve ser administrado conforme orientação presente na rotulagem e bula ou conforme orientação médica. A solução não deve ser armazenada para uso posterior.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

82.

PRODUTO

Polietilenoglicol 4000

FORMA FARMACÊUTICA

Pó para solução

INDICAÇÃO

Constipação intestinal.

POSOLOGIA

Uso adulto e pediátrico (acima de 2 anos).

Recomenda-se o uso de 0,7 gramas/kg/dia. Não exceder o limite de 20 gramas por dia.

Obs: É responsabilidade da empresa incluir no material de rotulagem do produto informação sobre o modo de uso que atenda à posologia estabelecida. Se o medicamento for comercializado em dose múltipla deverá vir acompanhado de acessório dosador.

ADVERTÊNCIA

Este medicamento pode causar dor abdominal, inchaço, diarreia, náusea e vômitos.

O uso por mais de 2 semanas deve ser acompanhado por um profissional da saúde.

Não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que estejam amamentando sem orientação médica ou do cirurgião dentista.

Esse medicamento é contraindicado para pacientes com quadro conhecido ou suspeito de alergia ao polietilenoglicol, doença inflamatória intestinal (como colite

ulcerativa, doença de Crohn), dilatação anormal do intestino, risco de perfuração do intestinal, suspeita de obstrução intestinal ou estreitamento sintomático do intestino, abdômen doloroso de causa desconhecida.

Consulte o médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento se você tem insuficiência hepática ou renal, está tomando diuréticos ou possui baixos níveis de potássio no sangue.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólidos

83.

PRODUTO

Polietilenoglicol 4000

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Constipação intestinal.

POSOLOGIA

Uso adulto e pediátrico (acima de 2 anos).

Recomenda-se o uso de 0,7 gramas/kg/dia. Não exceder o limite de 20 gramas por dia.

Obs: É responsabilidade da empresa incluir no material de rotulagem do produto modo de uso que atenda à posologia estabelecida. Se o medicamento for comercializado em dose múltipla deverá vir acompanhado de acessório dosador.

ADVERTÊNCIA

Este medicamento pode causar dor abdominal, inchaço, diarreia, náusea e vômitos.

O uso por mais de 2 semanas deve ser acompanhado por um profissional da saúde.

Não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que estejam amamentando sem orientação médica ou do cirurgião dentista.

Esse medicamento é contraindicado para pacientes com quadro conhecido ou suspeito de alergia ao polietilenoglicol, doença inflamatória intestinal (como colite

ulcerativa, doença de Crohn), dilatação anormal do intestino, risco de perfuração do intestinal, suspeita de obstrução intestinal ou estreitamento sintomático do intestino, abdômen doloroso de causa desconhecida.

Consulte o médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento se você: tem insuficiência hepática ou renal, está tomando diuréticos ou possui baixos níveis de potássio no sangue.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

84.

PRODUTO

Pomada para assadura

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Vitamina A 1.000 a 5.000 UI/g; vitamina D 400 a 900 UI/g; óxido de zinco 10 a 15% (p/p)

FORMA FARMACÊUTICA

Pomada

INDICAÇÃO

Pomada secativa, cicatrizante utilizada na prevenção e tratamento de assaduras de fraldas e brotoejas.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar nas áreas afetadas, após limpeza, quando necessário.

ADVERTÊNCIA

Não utilizar no caso de hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

85.

PRODUTO

Pomada para fissuras de períneo

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Acetato de hidrocortisona 5 mg/g (0,5%); lidocaína base 20 mg/g (2,0%); subgalato de bismuto 20 mg/g (2,0%); óxido de zinco 100 mg/g (10%)

FORMA FARMACÊUTICA

Pomada

INDICAÇÃO

Dor e sangramento de hemorroidas internas ou externas, pruridos anais, eczema perianal, proctite branda (inflamação do ânus e reto) e fissuras.

MODO DE USAR

Uso adulto.

Uso externo.

Aplicar na área afetada, duas a três vezes ao dia. Com a diminuição dos sintomas, uma aplicação ao dia por dois a três dias ou a critério médico.

ADVERTÊNCIA

Não utilizar no caso de hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Não foram estabelecidas a segurança e eficácia deste produto em crianças, gestantes e mulheres no período da amamentação.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

86.

PRODUTO

Sais para reidratação oral

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Cloreto sódio 3,5g + cloreto de potássio 1,5g + citrato de sódio di-hidratado 2,9g + glicose 20g.

OBS: após diluição, conforme Portaria 108/91: sódio 90 mEq/L + potássio 20 a 25 mEq/L + cloreto 80 mEq/L + citrato 30 a 35 mEq/L + glicose 111 mmol/L

FORMA FARMACÊUTICA

INDICAÇÃO

Indicado para reposição das perdas acumuladas de água e eletrólitos (reidratação), ou para manutenção da hidratação (após a fase de reidratação), em caso de diarreia aguda.

POSOLOGIA

Uso adulto e pediátrico

Dissolver o envelope em um litro de água filtrada ou fervida. Administrar 75 mL/kg de peso corporal, até o limite de 4 litros, em período de 4 a 6 horas. Administrar 200 mL em paciente com peso menor que 2,6 kg.

Se nas primeiras duas horas de tratamento os vômitos impedirem que o paciente ingira a solução, procurar imediatamente o médico.

ADVERTÊNCIA

Contraindicado para pacientes com obstrução, paralisia ou perfuração intestinal e nos vômitos persistentes.

Precauções: usar com cautela em pacientes com função renal comprometida.

Advertência: deve-se seguir atenção no preparo, usando a quantidade de água recomendada e, previamente fervida. Após o preparo da solução o que não for consumido em 24 horas deve ser desprezado.

As crianças devem continuar sendo amamentadas.

Crianças com menos de 6 meses que não estão sendo amamentadas, dar de 100 a 200 mL de água potável durante este período.

Nos estágios iniciais da terapia, enquanto ainda desidratados, os adultos podem consumir até 750 mL de água potável por hora, se necessário, e crianças até 20 mL/kg/hora.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

87.

PRODUTO

Sais para reidratação oral

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Cloreto de sódio 2,6g + cloreto de potássio 1,5g + citrato de sódio diidratado 2,9g + glicose 13,5g.

OBS: Concentração em mmol/L após diluição:

Glicose: 75 + Sódio: 75 + Potássio: 20 + Cloro: 65 + Citrato: 10. Osmolaridade: 245

FORMA FARMACÊUTICA

INDICAÇÃO

Indicado para reposição das perdas acumuladas de água e (reidratação) ou para manutenção da hidratação (após a fase de reidratação), em caso de diarreia aguda.

POSOLOGIA

Uso adulto e pediátrico

Dissolver o envelope em um litro de água filtrada ou fervida. Administrar 75 mL/kg de peso corporal, até o limite de 4 litros, em período de 4 a 6 horas. Administrar 200 mL em paciente com peso menor que 2,6 kg. Se nas primeiras duas horas de tratamento os vômitos impedirem que o paciente ingira a solução, procurar imediatamente o médico.

ADVERTÊNCIA

Contraindicado para pacientes com obstrução, paralisia ou perfuração intestinal e nos vômitos persistentes.

Precauções: usar com cautela em pacientes com função renal comprometida.

Advertência: deve-se seguir atenção no preparo, usando a quantidade de água recomendada e, previamente fervida. Após o preparo da solução o que não for

consumido em 24 horas deve ser desprezado.

As crianças devem continuar sendo amamentadas. Nos estágios iniciais da terapia, enquanto ainda desidratados, os adultos podem consumir até 750 mL de água potável por hora, se necessário, e crianças até 20 mL/kg/hora.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

88.

PRODUTO

Simeticona

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

75 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Emulsão oral

INDICAÇÃO

Alívio dos sintomas relacionados ao excesso de gases no aparelho digestivo, que geram flatulência, desconforto abdominal, aumento de volume abdominal, dor ou cólicas no abdômen.

Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia.

POSOLOGIA

Uso pediátrico.

Crianças com até 2 anos: tomar até 15 mg por dose. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 6 horas. Não ultrapassar a dose de 180 mg por dia.

Crianças de 2 a 12 anos: tomar no mínimo 15 mg e no máximo 30 mg. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 6 horas. Não ultrapassar a dose de 180 mg por dia.

Uso adulto.

Adultos: tomar no mínimo 40 mg e no máximo 125 mg por dose. (Obs.: A dose máxima pode ser diminuída a critério da empresa). Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 6 horas. Não ultrapassar a dose de 500 mg por dia.

Uso para Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia: modo de uso conforme indicação médica.

Obs.: Quando se tratar de produto em gotas deve ser informada a quantidade de gotas que equivale à dose, considerando as características do produto.

ADVERTÊNCIA

Não ultrapassar a dose máxima indicada, a menos que sob orientação médica.

Contraindicações: Distensão abdominal grave; Cólica grave; Dor persistente (mais que 36 horas); Massa palpável na região do abdômen; alergia a simeticona e a seus derivados; perfuração ou obstrução intestinal suspeita ou conhecida.

Efeitos adversos: diarreia, náusea, regurgitação e vômito.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

89.

PRODUTO

Simeticona

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

150 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Emulsão oral

INDICAÇÃO

Alívio dos sintomas relacionados ao excesso de gases no aparelho digestivo, que geram flatulência, desconforto abdominal, aumento de volume abdominal, dor ou cólicas no abdômen.

Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia.

POSOLOGIA

Uso pediátrico.

Crianças com até 2 anos: tomar até 15 mg por dose. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 6 horas. Não ultrapassar a dose de 180 mg por dia.

Crianças de 2 a 12 anos: tomar no mínimo 15 mg e no máximo 30 mg. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 6 horas. Não ultrapassar a dose de 180 mg por dia.

Uso adulto.

Adultos: tomar no mínimo 40 mg e no máximo 125 mg por dose. (Obs.: A dose máxima pode ser diminuída a critério da empresa). Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 6 horas. Não ultrapassar a dose de 500 mg por dia.

Uso para Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia: modo de uso conforme indicação médica.

Obs.: Quando se tratar de produto em gotas deve ser informada a quantidade de gotas que equivale à dose, considerando as características do produto.

ADVERTÊNCIA

Não ultrapassar a dose máxima indicada, a menos que sob orientação médica.

Contraindicações: Distensão abdominal grave; cólica grave; dor persistente (mais que 36 horas); massa palpável na região do abdômen; alergia a simeticona e a seus derivados; perfuração ou obstrução intestinal suspeita ou conhecida.

Efeitos adversos: diarreia, náusea, regurgitação e vômito.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

90.

PRODUTO

Simeticona

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

40 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido

INDICAÇÃO

Alívio dos sintomas relacionados ao excesso de gases no aparelho digestivo, que geram flatulência, desconforto abdominal, aumento de volume abdominal, dor ou cólicas no abdômen.

Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia.

POSOLOGIA

Uso pediátrico.

Crianças de 2 a 12 anos: tomar 1 comprimido. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 6 horas. Não ultrapassar a dose de 6 comprimidos /dia.

Uso adulto.

Adulto: tomar 1-3 comprimidos. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 6 horas. Não ultrapassar a dose de 12 comprimidos/dia.

Uso para Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia: modo de uso conforme indicação médica.

ADVERTÊNCIA

Não ultrapassar a dose máxima indicada, a menos que sob orientação médica.

Contraindicações: Distensão abdominal grave; cólica grave; dor persistente (mais que 36 horas); massa palpável na região do abdômen; alergia a simeticona e a seus derivados; perfuração ou obstrução intestinal suspeita ou conhecida.

Efeitos adversos: diarreia, náusea, regurgitação e vômito.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

91.

PRODUTO

Simeticona

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

80 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido

INDICAÇÃO

Alívio dos sintomas relacionados ao excesso de gases no aparelho digestivo, que geram flatulência, desconforto abdominal, aumento de volume abdominal, dor ou cólicas no abdômen.

Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia

POSOLOGIA

Uso adulto.

Tomar 1-2 comprimidos. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 6 horas. Não ultrapassar a dose de 6 comprimidos/dia.

Uso para Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia: modo de uso conforme indicação médica.

ADVERTÊNCIA

Não ultrapassar a dose máxima indicada, a menos que sob orientação médica.

Contraindicações: Distensão abdominal grave; cólica grave; dor persistente (mais que 36 horas); massa palpável na região do abdômen; alergia a simeticona e a seus derivados; perfuração ou obstrução intestinal suspeita ou conhecida.

Efeitos adversos: diarreia, náusea, regurgitação e vômito.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

92.

PRODUTO

Simeticona

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

125 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido mastigável

Cápsula gelatinosa mole

Granulado orodispersível

INDICAÇÃO

Alívio dos sintomas relacionados ao excesso de gases no aparelho digestivo, que geram flatulência, desconforto abdominal, aumento de volume abdominal, dor ou cólicas no abdômen.

Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia.

POSOLOGIA

Uso adulto.

Tomar uma unidade do medicamento. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 6 horas. Não ultrapassar a dose de 4 unidades ao dia.

Uso para Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia: modo de uso conforme indicação médica.

ADVERTÊNCIA

Não engolir o comprimido inteiro. Mastigar completamente o comprimido antes de engolir. (Para comprimidos mastigáveis)

Não ultrapassar a dose máxima indicada, a menos que sob orientação médica.

Contraindicações: Distensão abdominal grave; cólica grave; dor persistente (mais que 36 horas); massa palpável na região do abdômen; alergia a simeticona e a seus derivados; perfuração ou obstrução intestinal suspeita ou conhecida.

Efeitos adversos: diarreia, náusea, regurgitação e vômito.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

93.

PRODUTO

Simeticona

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

150 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido

Cápsula gelatinosa mole

INDICAÇÃO

Alívio dos sintomas relacionados ao excesso de gases no aparelho digestivo, que geram flatulência, desconforto abdominal, aumento de volume abdominal, dor ou cólicas no abdômen.

Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia.

POSOLOGIA

Uso adulto.

Tomar uma unidade do medicamento. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 8 horas. Não ultrapassar a dose de 3 unidades por dia.

Uso para Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia: modo de uso conforme indicação médica.

ADVERTÊNCIA

Não ultrapassar a dose máxima indicada, a menos que sob orientação médica.

Contraindicações: Distensão abdominal grave; cólica grave; dor persistente (mais que 36 horas); massa palpável na região do abdômen; alergia a simeticona e a seus derivados; perfuração ou obstrução intestinal suspeita ou conhecida.

Efeitos adversos: diarreia, náusea, regurgitação e vômito.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

94.

PRODUTO

Simeticona

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

180 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Cápsula mole

INDICAÇÃO

Alívio dos sintomas relacionados ao excesso de gases no aparelho digestivo, que geram flatulência, desconforto abdominal, aumento de volume abdominal, dor ou cólicas no abdômen.

Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia.

POSOLOGIA

Uso adulto.

Tomar uma cápsula. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 12 horas. Não ultrapassar a dose de 2 cápsulas por dia.

Uso para Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia: modo de uso conforme indicação médica.

ADVERTÊNCIA

Não ultrapassar a dose máxima indicada, a menos que sob orientação médica.

Contraindicações: Distensão abdominal grave; Cólica grave; Dor persistente (mais que 36 horas); Massa palpável na região do abdômen; alergia a simeticona e a seus derivados; perfuração ou obstrução intestinal suspeita ou conhecida.

Efeitos adversos: Diarreia, náusea, regurgitação e vômito.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

95.

PRODUTO

Simeticona

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

250 mg

FORMA FARMACÊUTICA

Cápsula mole

INDICAÇÃO

Alívio dos sintomas relacionados ao excesso de gases no aparelho digestivo, que geram flatulência, desconforto abdominal, aumento de volume abdominal, dor ou cólicas no abdômen.

Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia.

POSOLOGIA

Uso adulto.

Tomar uma cápsula. Se necessário, repetir essa dose com intervalo de 12 horas. Não ultrapassar a dose de 2 cápsulas por dia.

Uso para Preparo do paciente a ser submetido a endoscopia digestiva e/ou colonoscopia: modo de uso conforme indicação médica.

ADVERTÊNCIA

Não ultrapassar a dose máxima indicada, a menos que sob orientação médica.

Contraindicações: Distensão abdominal grave; Cólica grave; Dor persistente (mais que 36 horas); Massa palpável na região do abdômen; alergia a simeticona e a seus derivados; perfuração ou obstrução intestinal suspeita ou conhecida.

Efeitos adversos: Diarreia, náusea, regurgitação e vômito.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

96.

PRODUTO

Solução antimicótica com iodo

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

iodo 5 mg/mL (0,5 %); iodeto de potássio 10 mg/mL (1 %); ácido salicílico 20 mg/mL (2%); ácido benzoico 20 mg/mL (2%); tintura de benjoim 0,05 mL/mL (5%)

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antimicótico

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar nas áreas afetadas, duas a três vezes ao dia.

ADVERTÊNCIA

O produto não deve ser usado em casos de alergia ao iodo, feridas abertas (pode resultar em absorção do iodo) e em curativos oclusivos.

Restrição de uso: neonatos e gestantes, pois pode causar intoxicação pelo iodo. Evitar uso prolongado. Suspender o uso se houver mudança de coloração ou odor da solução.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

97.

PRODUTO

Solução de cloreto de sódio 0,9%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

9 mg/mL

SINÔNIMOS

Solução fisiológica de cloreto de sódio 0,9%

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Para nebulização e lavagem de ferimentos.

MODO DE USAR

Nebulização: conforme orientações do fabricante.

Lavagem de ferimentos: aplicar sobre a ferida.

ADVERTÊNCIA

Não utilizar se o líquido não estiver límpido, incolor, transparente e inodoro. Não contém conservante.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido ou soluções estéreis

98.

PRODUTO

Solução nasal de cloreto de sódio 0,9%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

9 mg/mL

Obs: A solução deve ser estéril, envasada em frasco spray com dispensador que garanta a esterilidade do produto durante todo o período de utilização.

SINÔNIMOS

Solução de cloreto de sódio-estéril 0,9%

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Fluidificante e descongestionante nasal.

MODO DE USAR

Aplique a solução nas narinas, conforme necessidade.

ADVERTÊNCIA

Contraindicação: pacientes com antecedentes de hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

LINHA DE PRODUÇÃO

Soluções estéreis

99.

PRODUTO

Solução nasal de cloreto de sódio 0,9%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

9 mg/mL

SINÔNIMOS

Solução nasal de cloreto de sódio 0,9% sem conservante

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Fluidificante e descongestionante nasal.

MODO DE USAR

Aplique a solução nas narinas, conforme necessidade.

ADVERTÊNCIA

Contraindicação: pacientes com antecedentes de hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

100.

PRODUTO

Solução nasal de cloreto de sódio 0,9% com conservante

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

9 mg/mL

SINÔNIMOS

Solução de cloreto de sódio 0,9%

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Fluidificante e descongestionante nasal.

MODO DE USAR

Aplique a solução nas narinas, conforme necessidade.

ADVERTÊNCIA

Contraindicação: pacientes com antecedentes de hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

101.

PRODUTO

Solução nasal de cloreto de sódio 3%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

30 mg/mL

SINÔNIMOS

Solução de cloreto de sódio 3%

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Fluidificante, descongestionante e umidificante nasal. Auxílio no tratamento de outras doenças respiratórias tais como rinite alérgica, rinossinusite, sinusite, gotejamento pós-nasal. Pós-operatório de cirurgia rinossinusal.

MODO DE USAR

Adulto:

Umas ou duas nebulizações/instilações nasais de acordo com a necessidade, principalmente à noite, ao deitar ou conforme critério médico, até o desaparecimento dos sintomas.

Pediátrico (3 a 12 anos):

Duas nebulizações/instilações nasais, 2 vezes ao dia, ou conforme critério médico.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: Sensibilidade à formulação e pacientes que fazem uso de medicamentos onde possa ocorrer retenção de sódio, como: diuréticos, laxantes e corticoides.

Reações adversas: irritação nasal e sensação de queimação.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

102.

PRODUTO

Solução para prevenção da desidratação oral

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Cloreto de sódio 2,05 mg/mL + citrato de potássio monoidratado 2,16 mg/mL + citrato de sódio diidratado 0,98 mg/mL + glicose monoidradata 25,00 mg/mL (equivalente a 22,5 mg/mL de glicose anidra)

FORMA FARMACÊUTICA

Solução oral

INDICAÇÃO

Prevenção da desidratação e manutenção da hidratação após a fase de reidratação.

POSOLOGIA

Uso adultos

Administrar 750 mL de solução por hora até o limite de 4 L/dia.

Lactentes e Crianças: administrar 20 mL de solução/kg por hora até o limite de 75 mL/kg/dia.

Se nas duas primeiras horas de tratamento os vômitos impedirem que o paciente administre a solução, procurar imediatamente o médico.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: pacientes com obstrução, perfuração ou paralisia do intestino e nos vômitos persistentes.

Precauções: usar com cautela em pacientes com função renal comprometida. Podem ocorrer vômitos, principalmente se a solução for ingerida muito rapidamente.

As crianças devem continuar sendo amamentadas.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

103.

PRODUTO

Solução para reidratação oral

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Cloreto de sódio 4,68 mg/mL + citrato de potássio monoidratado 2,16 mg/mL + citrato de sódio diidratado 0,98 mg/mL + glicose anidra 20,00 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Solução oral

INDICAÇÃO

Reidratação oral.

POSOLOGIA

Uso adultos

Administrar 750 mL de solução por hora até o limite de 4 L/dia.

Lactentes e Crianças: administrar 20 mL de solução/kg por hora até o limite de 75 mL/kg/dia.

Se nas duas primeiras horas de tratamento os vômitos continuarem impedindo que o paciente administre a solução, procurar imediatamente o médico.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: pacientes com obstrução, perfuração ou paralisia do intestino e nos vômitos persistentes.

Precauções: usar com cautela em pacientes com função renal comprometida. Podem ocorrer vômitos, principalmente se a solução for ingerida muito rapidamente.

As crianças devem continuar sendo amamentadas.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

104.

PRODUTO

Solução para reidratação oral

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Cloreto de sódio 2,6g/L + cloreto de potássio 1,5g /L+ citrato de sódio diidratado 2,9g/L + glicose 13,5g/L.

OBS: Concentração em mmol/L ou mEq/L :

Glicose: 75 + Sódio: 75 + Potássio: 20 + Cloro: 65 + Citrato: 10. Osmolaridade: 245.

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Indicado para reposição das perdas acumuladas de água e (reidratação) ou para manutenção da hidratação (após a fase de reidratação), em caso de diarreia aguda.

POSOLOGIA

Uso adulto e pediátrico

Administrar 75 mL/kg de peso corporal, até o limite de 4 litros, em período de 4 a 6 horas. Administrar 200 mL em paciente com peso menor que 2,6 kg.

Se nas primeiras duas horas de tratamento os vômitos continuarem impedindo que o paciente administre a solução, procurar imediatamente o médico.

ADVERTÊNCIA

Contraindicado para pacientes com íleo paralítico, obstrução ou perfuração intestinal e nos vômitos incoercíveis (não contidos).

Não interage com alimentos e nem com outros fármacos.

Não se observa reação adversa com a posologia recomendada.

Precauções: usar com cautela em pacientes com função renal comprometida.

Advertência: Após aberta a solução, o que não for consumido em 24 horas deve ser desprezado.

As crianças devem continuar sendo amamentadas. Nos estágios iniciais da terapia, enquanto ainda desidratados, os adultos podem consumir até 750 mL de água potável por hora, se necessário, e crianças até 20 mL/kg/hora.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquidos

105.

PRODUTO

Solução retal de fosfatos de sódio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Fosfato de sódio dibásico 0,06g/mL + fosfato de sódio monobásico 0,16g/mL

OBS: O volume da apresentação deverá estar entre 100-133mL. A embalagem primária do medicamento deve ser, obrigatoriamente, em formato tubular, com um gargalo estreito, de fundo plano e com dispositivo para administração retal. Deve ser controlado o tamanho e a espessura do dispositivo de aplicação a fim de garantir a via de administração do medicamento.

SINÔNIMOS

Enema de fosfato de sódio

FORMA FARMACÊUTICA

Solução retal

INDICAÇÃO

Laxante

MODO DE USAR

Uso adulto.

Uso externo (retal).

Apresentação de dose única. Antes de usar, retire a capa protetora da cânula retal. Com o frasco para cima, segure com os dedos a tampa sulcada. Com a outra mão, segure a capa protetora, retirando-a suavemente. Escolher a posição mais conveniente, entre as descritas abaixo:

Lado esquerdo: Deitar sobre o lado esquerdo, com os joelhos em flexão e braços relaxados.

Joelho-tórax: Ajoelhar-se e, em seguida, baixar a cabeça e o tórax para frente, até que o lado esquerdo da face repouse na superfície, deixando os braços em

posição confortável.

Autoadministração: O processo mais simples é assumir a posição deitado sobre uma toalha. Com pressão firme, inserir suavemente a cânula no reto, comprimindo o frasco até ser expelido quase todo o líquido. Retire a cânula do reto. É necessário esvaziar o frasco. Manter a posição até sentir forte vontade de evacuar (geralmente 2 a 5 minutos).

OBS: É obrigatória a inserção na rotulagem ou na bula de figuras que ilustrem cada uma das posições para administração do medicamento descritas acima.

ADVERTÊNCIA

Medicamento contraindicado para pacientes com insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal, insuficiência hepática, hipertensão arterial, apendicite, obstrução intestinal, colite ulcerativa e hipersensibilidade a qualquer componente da formulação.

Não deve ser usado na presença de náusea, vômito ou dor abdominal.

Reações Adversas: hiperfosfatemia (excesso de fósforo no sangue), hipernatremia (excesso de sódio no sangue), hipocalemia (pouco potássio no sangue), acidose metabólica e tetania.

Em pacientes desidratados ou debilitados, o volume da solução administrada deve ser cuidadosamente determinado; por tratar-se de uma solução hipertônica, o seu uso pode levar ao agravamento dessa condição.

Deve-se assegurar que o conteúdo do intestino seja evacuado após a administração desse medicamento. Caso não ocorra, procurar assistência médica.

Seu uso repetido em intervalos curtos deve ser evitado.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

106.

PRODUTO

Solução de sulfato de cobre 1% e sulfato de zinco 3,5%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Sulfato de cobre 10 mg/mL (1%), sulfato de zinco 35 mg/mL (3,5%)

SINÔNIMOS

Água d'alibour, Soluto cuprozíncico

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico no tratamento de feridas de pele.

MODO DE USAR

Uso externo.

Pura ou diluída em água, em aplicações locais.

ADVERTÊNCIA

Precauções: conservar o frasco bem fechado, ao abrigo da luz. Cuidado com olhos e mucosas. Não ingerir. Em caso de ingestão acidental procurar socorro médico.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

107.

PRODUTO

Cristais de sulfato de magnésio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Mínimo 99% de sulfato de magnésio

SINÔNIMOS

Sal amargo

FORMA FARMACÊUTICA

INDICAÇÃO

Laxante

POSOLOGIA

Uso adulto e pediátrico (acima de 2 anos).

Adultos: de 5 a 30g (1 colher de chá a 2 colheres de sopa).

Crianças: de 0,1 a 0,25 g por kg de peso corporal.

Ingerir a quantidade recomendada com 250 mL de água filtrada, preferencialmente em jejum, antes do café da manhã.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: nos casos de obstrução intestinal crônica, doença de Crohn, colite ulcerativa ou qualquer outro episódio de inflamação no intestino; em pacientes com disfunção renal e crianças com doenças parasitárias no intestino.

O uso contínuo pode causar diarreia crônica e consequente desequilíbrio eletrolítico.

Não passar da dose recomendada por dia e não utilizar por mais de 2 semanas.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

108.

PRODUTO

Solução de sulfato de sódio 17,5%

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

175 mg/mL

SINÔNIMOS

Limonada purgativa de sulfato de sódio

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Laxante

POSOLOGIA

Ingerir 100 mL, em jejum, pura ou diluída em água fervida, ou a critério médico.

Após aberto, conservar o frasco bem fechado em geladeira.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: nos casos de obstrução intestinal crônica, doença de Crohn, colite ulcerativa e qualquer outro episódio de inflamação no intestino.

Precauções e advertências: após uma evacuação completa do intestino, pelo uso de um laxante, pode haver um intervalo de alguns dias até a recuperação do movimento normal do intestino, o que não deve ser confundido com constipação intestinal.

O uso excessivo de laxantes pode trazer efeitos indesejáveis como desidratação, perda de eletrólitos e ulcerações no intestino.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

109.

PRODUTO

Sulfato de sódio

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Mínimo 98% de sulfato de sódio

SINÔNIMOS

Sal de Glauber

FORMA FARMACÊUTICA

INDICAÇÃO

Laxante

POSOLOGIA

Uso adulto e pediátrico acima de 2 anos.

Doses usuais de 15 g/dia (1 colher de sopa) em água fervida ou filtrada.

ADVERTÊNCIA

Contraindicações: nos casos de obstrução intestinal crônica, doença de Crohn, colite ulcerativa e qualquer outro episódio de inflamação no intestino; em pacientes com disfunção renal e crianças com doenças parasitárias no intestino.

O uso contínuo pode causar diarreia crônica e consequente desequilíbrio eletrolítico. Não passar da dose recomendada por dia e não utilizar por mais de 2 semanas.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

110.

PRODUTO

Sulfato ferroso

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

40 mg de ferro elementar

SINÔNIMOS

Ferro

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido ou Comprimido revestido

INDICAÇÃO

Auxiliar nas anemias carenciais.

POSOLOGIA

Uso adulto.

Ingerir 1 comprimido ao dia por via oral e em jejum.

ADVERTÊNCIA

Advertências e precauções: pacientes portadores de doenças hepáticas, úlcera péptica, gástrica ou duodenal, alcoolismo, insuficiência renal, indivíduos com hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Administração de ferro por períodos maiores que 6 meses deve ser evitada.

A administração de ferro não deve ser utilizada para o tratamento de anemia hemolítica em pacientes recebendo transfusão sanguínea e em uso de ferro por via parenteral.

Reações adversas: constipação, diarreia, fezes escuras, náuseas, dor abdominal, vômito, azia, sangramento nas fezes, escurecimento dos dentes, irritação na garganta, urina escura, hemossiderose (acúmulo de ferro nos tecidos).

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

111.

PRODUTO

Sulfato ferroso

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

60 mg de ferro elementar

SINÔNIMOS

Ferro

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido ou Comprimido revestido

INDICAÇÃO

Auxiliar nas anemias carenciais.

POSOLOGIA

Uso adulto.

1 comprimido ao dia por via oral e em jejum.

ADVERTÊNCIA

Advertências e precauções: pacientes portadores de doenças hepáticas, úlcera péptica, gástrica ou duodenal, alcoolismo, insuficiência renal, indivíduos com hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Administração de ferro por períodos maiores que 6 meses deve ser evitada.

A administração de ferro não deve ser utilizada para o tratamento de anemia hemolítica em pacientes recebendo transfusão sanguínea e em uso de ferro por via parenteral.

Reações adversas: constipação, diarreia, fezes escuras, náuseas, dor abdominal, vômito, azia, sangramento nas fezes, escurecimento dos dentes, irritação na garganta, urina escura, hemossiderose (acúmulo de ferro nos tecidos).

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

112.

PRODUTO

Sulfato ferroso

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

25mg/mL de ferro elementar

SINÔNIMOS

Ferro

FORMA FARMACÊUTICA

Solução Oral

INDICAÇÃO

Auxiliar nas anemias carenciais.

POSOLOGIA

Uso adulto.

Maiores de 12 anos e Adultos: ingerir 4mL uma vez por dia.

Uso pediátrico.

Crianças de 6 meses até 18 meses: ingerir 1mL uma vez por semana; Crianças de 18 meses a 6 anos: ingerir 1mL uma vez por dia; Crianças de 6 a 12 anos:

ingerir 2mL uma vez por dia.

Obs.: Quando aplicável, informar a equivalência da dose em gotas considerando as características do produto.

ADVERTÊNCIA

Advertências e precauções: pacientes portadores de doenças hepáticas, úlcera péptica, gástrica ou duodenal, alcoolismo, insuficiência renal, indivíduos com hipersensibilidade.

Administração de ferro por períodos maiores que 6 meses deve ser evitada.

A administração de ferro não deve ser utilizada para o tratamento de anemia hemolítica em pacientes recebendo transfusão sanguínea e em uso de ferro

por via parenteral.

Reações adversas: constipação, diarreia, fezes escuras, náuseas, dor abdominal, vômito, azia, sangramento nas fezes, escurecimento dos dentes, irritação na garganta, urina escura, hemossiderose (acúmulo de ferro nos tecidos).

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

113.

PRODUTO

Supositório de glicerina

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

OBS: quantidade de glicerina dependente da faixa etária: Supositório para lactentes: molde de 1 g

Supositório para crianças: molde de 1,5 a 2,0 g

Supositório para adultos: molde de 2,5 a 3 g.

FORMA FARMACÊUTICA

Supositório

INDICAÇÃO

Laxante

MODO DE USAR

O supositório pode ser umedecido com água antes da inserção.

Introduzir o supositório no reto pela parte mais fina.

Pode-se deixar o supositório de glicerina atuar de 15 a 30 minutos. Não é necessário que o produto se dissolva completamente para que produza o efeito desejado.

ADVERTÊNCIA

Hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da formulação.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

114.

PRODUTO

Talco mentolado

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

mentol 0,01 g/g (1%)

FORMA FARMACÊUTICA

INDICAÇÃO

Erupções cutâneas, coceira.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar nas áreas afetadas, duas a três vezes ao dia.

ADVERTÊNCIA

Cuidado no manuseio: evitar inalação. Pode desencadear desde quadros de irritação até lesões pulmonares mais graves.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólido

115.

PRODUTO

Tiabendazol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

50 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

Creme ou pomada

INDICAÇÃO

Tratamento da infecção na pele porLarva migrans(bicho geográfico) e escabiose (sarna)

MODO DE USAR

Uso externo.

Uso adulto e pediátrico.

Recomenda- se realizar a lavagem das áreas afetadas com sabonete antes da aplicação produto.

Tratamento daLarva migrans: a aplicação deve ser feita com quantidade suficiente para ser distribuída pela superfície afetada com movimentos suaves e circulares, três vezes ao dia, durante cinco dias. Pode ser utilizado no couro cabeludo, cabelos e outras regiões pilosas do corpo. Não é necessário cobrir

as áreas afetadas com gaze ou adesivos, após a aplicação. Nas primeiras horas após a aplicação, aconselha- se não lavar ou utilizar qualquer tipo de creme, pomada ou loção sobre o local.

Tratamento da escabiose: tomar banho quente a noite, secar a pele rapidamente e aplicar o produto sobre a região afetada e áreas vizinhas, friccionando

suavemente. Na manhã seguinte, tomar novo banho e aplicar novamente o produto. O tratamento deve ser repetido por 5 dias. Durante os dias do tratamento, as roupas do corpo e da cama devem ser lavadas e passadas em seguida. Se houver outras pessoas com escabiose na mesma casa todas devem ser tratadas ao mesmo tempo para evitar reinfecção.

ADVERTÊNCIA

Não deve ser aplicado nos olhos e mucosas.

Pode ocorrer irritação, ardor e descamação da pele, nestes casos interromper o uso.

Não ingerir. A ingestão de tiabendazol loção pode ocasionar sintomas gastrintestinais, como náusea, vômito, diarreia, distúrbios visuais e alterações psíquicas.

Não deve ser utilizado por mulheres grávidas e lactentes.

LINHA DE PRODUÇÃO

Semissólido

116.

PRODUTO

Tiabendazol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

50 mg/mL

FORMA FARMACÊUTICA

Emulsão (loção)

INDICAÇÃO

Tratamento da infecção na pele porLarva migrans(bicho geográfico) e escabiose (sarna).

MODO DE USAR

Uso externo.

Uso adulto e pediátrico.

Recomenda- se realizar a lavagem das áreas afetadas com sabonete antes da aplicação produto.

Tratamento daLarva migrans: a aplicação deve ser feita com quantidade suficiente para ser distribuída pela superfície afetada com movimentos suaves e circulares, três vezes ao dia, durante cinco dias. Pode ser utilizado no couro cabeludo, cabelos e outras regiões pilosas do corpo. Não é necessário cobrir

as áreas afetadas com gaze ou adesivos, após a aplicação. Nas primeiras horas após a aplicação, aconselha- se não lavar ou utilizar qualquer tipo de creme, pomada ou loção sobre o local.

Tratamento da escabiose: tomar banho quente a noite, secar a pele rapidamente e aplicar o produto sobre a região afetada e áreas vizinhas, friccionando

suavemente. Na manhã seguinte, tomar novo banho e aplicar novamente o produto. O tratamento deve ser repetido por 5 dias. Durante os dias do tratamento, as roupas do corpo e da cama devem ser lavadas e passadas em seguida. Se houver outras pessoas com escabiose na mesma casa todas devem ser tratadas ao mesmo tempo para evitar reinfecção.

ADVERTÊNCIA

Não deve ser aplicado nos olhos e mucosas.

Pode ocorrer irritação, ardor e descamação da pele, nestes casos interromper o uso.

Não ingerir. A ingestão de tiabendazol loção pode ocasionar sintomas gastrintestinais, como náusea, vômito, diarreia, distúrbios visuais e alterações psíquicas.

Não deve ser utilizado por mulheres grávidas e lactentes.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

117.

PRODUTO

Tiabendazol

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

50 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA

sabonete

INDICAÇÃO

Utilizado como auxiliar no tratamento daLarva migranse no tratamento da escabiose

MODO DE USAR

Uso externo

Uso adulto e pediátrico

Lavar cuidadosamente as áreas afetadas com o sabonete até produzir bastante espuma. Deixar secar a espuma, enxaguar com água e secar. Em seguida, aplicar a loção, creme ou pomada de tiabendazol.

ADVERTÊNCIA

Não deve ser aplicado nos olhos e mucosas.

Pode ocorrer irritação, ardor e descamação da pele, nestes casos interromper o uso.

Não ingerir. A ingestão de tiabendazol loção pode ocasionar sintomas gastrintestinais, como náusea, vômito, diarreia, distúrbios visuais e alterações psíquicas.

Não deve ser utilizado por mulheres grávidas e lactentes.

LINHA DE PRODUÇÃO

Sólidos

118.

PRODUTO

Solução de violeta genciana

CONCENTRAÇÃO DO PRINCÍPIO ATIVO

Violeta genciana 10 mg/mL (1%)

Violeta genciana 20 mg/mL (2%)

SINÔNIMOS

Solução de cloreto de hexametil prosanilina

FORMA FARMACÊUTICA

Solução

INDICAÇÃO

Antisséptico nos casos de candidíase (sapinho), impetigo, infecções superficiais, lesões crônicas e irritativas e nas dermatites.

Antimicótico nos casos de frieiras e pé de atleta.

MODO DE USAR

Uso externo.

Aplicar sobre o local, previamente limpo.

ADVERTÊNCIA

Precauções e advertências: Usar em períodos curtos de 3-4 dias. O uso continuado pode levar à irritação. Não usar em lesões no rosto, pois pode causar manchas permanentes.

Não ingerir.

LINHA DE PRODUÇÃO

Líquido

Este conteúdo não substitui o publicado na versão certificada.

Borda do rodapé
Logo da Imprensa